Home Franquia Starbucks pousa em Belo Horizonte

Starbucks pousa em Belo Horizonte

por Rodrigo Campelo
Starbucks pousa em Belo Horizonte

Hummm… vai um cafezinho aí? Então se prepare, por que tá chegando uma excelente novidade.  A Starbucks Brasil pousa em Belo Horizonte.  A rede contará com três unidades dentro do Aeroporto Internacional de Confins, uma no Boulevard Shopping, que fica localizado no bairro Santa Efigênia, uma no Shopping Cidade, no centro da capital mineira e outra no BH Shopping, na região centro sul.

A História da Starbucks

O ano é 1971, e na época, a Starbucks não passava de um pequeno espaço no histórico mercado público Pike Place, em Seattle, nos Estados Unidos. A loja foi fundada por dois professores, Zev Siegel e Jerry Baldwin, e pelo escritor Gordon Bowker, que unidos pela paixão por cafés, comercializavam cafés de alta qualidade torrados na hora, importados do mundo todo.

O diferencial da loja era sua torra que, mais escura, garantia um café mais encorpado para os clientes. Os cafés em grãos eram comercializados para o preparo em casa, como era cultura na época.

O nome da empresa foi inspirado pelo personagem Starbuck, primeiro-imediato do capitão Ahab em Moby Dick, clássico da literatura estadunidense. E a marca? A marca, que representa uma sereia com duas caldas, foi inspirada em ilustrações nórdicas do ser místico.

Tanto o nome quanto a ideia evocada pela sereia foram bem escolhidos. A cafeteria não apenas evocava a ideia romântica das navegações e a tradição do comércio marítimo de cafés. Ainda mais tendo em seu catálogo, cafés exóticos vindos do mundo inteiro. A Starbucks oferecia à população de Seattle novas, inesperadas e impressionantes aventuras.

O que mudou nos anos seguintes

Em 1981, a Starbucks tinha 4 lojas espalhadas por Seattle e o crescimento com a sua alta demanda de máquinas de coar cafés, a empresa conquistou a atenção e a curiosidade do então gerente da Hammarplast (firma sueca de utensílios de cozinha) – Howard Schultz.

Schultz quis conhecer a Starbucks – Coffee, Tea and Spice e pegou um avião em direção à costa oeste do país. Deparou-se com um local pequeno e modesto que surpreendeu logo à entrada: era um perfeito templo de adoração ao café. Caixas e mais caixas de cafés em grãos do mundo todo estavam empilhadas atrás do balcão. E, ao experimentar o delicioso café da Ilha de Sumatra, Schultz foi fisgado.

No ano seguinte, em 1982, o americano se juntou à Starbucks como diretor de operações de varejo e marketing. Em 1983, Howard Schultz viajou para a Itália e se apaixonou pelas cafeterias de lá, que inspiravam momentos de troca e felicidade aliados ao indispensável cafezinho. Viu naquela cultura algo que poderia ser reproduzido em Seattle e ficou tentado a experimentar.

No ano seguinte, conseguiu convencer os donos a fazer um teste, oferecendo o primeiro Caffè Latte Starbucks. Embora o teste tenha sido um sucesso, os donos da Starbucks não quiseram seguir com a ideia, já que acreditavam que ela mudaria drasticamente o foco da empresa.

Vendo potencial para aquele negócio, Schultz saiu da empresa em 1985 para fundar sua própria cafeteria: Il Giornale.  A proposta era simples: servir cafés de excelência com a classe italiana em um local aconchegante. Com isso, esperava-se que os habitantes de Seattle criassem o hábito de visitar a loja sempre e isso foi o que aconteceu. Apresentados a bebidas como latte e mocha, a clientela rapidamente se apaixonou por essa nova forma de tomar café.

Starbucks Corporation

Starbucks pousa em Belo HorizonteO sucesso da Il Giornale foi tamanho que, em 1987, com a ajuda de investidores locais, Howard Schultz comprou as lojas, a torrefação e a marca Starbucks. Deu às suas cafeterias o nome Starbucks e começou a expandir a marca, abrindo lojas em Chicago e em Vancouver. Ao final desse ano, a Starbucks Corporation já tinha 17 lojas.

A expansão da marca foi rápida e, em 1994, com apenas 7 anos depois da aquisição, já haviam 425 lojas Starbucks abertas. Nesse período, sob a cuidadosa gestão de Schultz, várias atitudes foram tomadas: a empresa estabeleceu um sistema de venda de produtos por catálogo, abriu uma loja licenciada no Aeroporto de Seattle, aumentando sua visibilidade, lançou ações na Bolsa de Valores Nasdaq, chegando a valer US$ 273 milhões ao final do pregão, iniciou uma parceria proveitosa com a rede de livrarias Barnes & Nobles, instalando pequenas cafeterias dentro das lojas e, inaugurou a sua primeira loja com sistema drive-thru!

Starbucks no Brasil

Em dezembro de 2006, a empresária carioca Maria Luisa Rodenbeck realizou um sonho que levou quase uma década para se concretizar. Mas ela foi persistente e responsável pela inauguração da primeira cafeteria Starbucks em solo brasileiro.

A vinda de uma das principais marcas da alimentação mundial teve a determinação e empenho desta empresária. Ainda em 1996, pegou um avião e foi parar na sede da Starbucks em Seatle. Seu plano era tentar convencer o fundador da maior rede de cafeterias do mundo, com faturamento anual de 6,4 bilhões de dólares, a entrar no mercado brasileiro. Educadamente, uma das secretárias tratou de dispensá-la. Mas sorte do destino, ao entrar no elevador para deixar o edifício, Maria Luisa deu de cara com o próprio Schultz.

Apresentou-se ao empresário e lhe entregou uma cópia de seu plano de negócios. Em junho de 2005, o mesmo Schultz a recebeu em seu escritório com um abraço e o velho plano nas mãos. “Lembra-se disso?”, perguntou ele a Maria Luisa, que tornou sua sócia no Brasil. Casada com o americano Peter Rodenbeck, responsável pelo desembarque do McDonald’s no Brasil, na década de 80, Maria Luísa levou quase uma década para convencer Schultz de que investir por aqui seria um bom negócio.

Em outubro de 2007, o taxi que levava Maria Luisa ao aeroporto bateu em um ônibus. O acidente causou a morte da empresária e do motorista.

Starbucks hoje

Em 2018 a Starbucks fechou acordo de licenciamento com a SouthRock Capital que passou a ser responsável pelas operações das lojas da rede de cafeterias em todo o Brasil.  A Starbucks, no Brasil que começou sua história em solos brasileiros em 2006, tinha em 2018, 113 lojas em 17 cidades dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A SouthRock Capital é uma empresa de private equity com sede em São Paulo, fundada em 2015, que controla a Brazil Airport Restaurants – BAR, empresa de serviços de alimentos e bebidas multimarca que atua nos maiores aeroportos do país e TGI Friday’s.

Franquia da Starbucks?

Muita pessoas acreditam que a Starbucks é uma franquia. Lamento informar, prezado leitor, que será necessário acalmar seu coração, pois a Starbucks Brasil não opera no modelo de franquia, pelo menos por aqui, ainda. Nos solos brasileiros a marca atua no modelo de redes, em que apenas um operador tem o controle total do negócio.

=======================================================================================================Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquia está no Instagram, no Linkedin.  Você pode acompanhar no canal do Spotify e até mesmo baixar as músicas do Playlist do empreendedor. Se inscreva no Canal do Youtube e acompanhe a coluna independente na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×