Home Franquia Percepções das feiras de shopping e franquias

Percepções das feiras de shopping e franquias

por Redação
Percepções das feiras de shopping e franquias

As feiras são excelentes locais para conhecer, ampliar network e fechar negócios. E realmente foi. Os empreendimentos montaram stands muito atraentes e se organizaram para a divulgação das empresas, dos produtos e claro dos serviços. O perfil das feiras foi bem diferente entretanto pode-se perceber a geração de oportunidades com a seleção de fornecedores, atualização das novidades no mercado, prospecção de clientes, obtenção de treinamento, conhecimento e networking. Mas quais foram as percepções das feiras de shopping e de franquias deste ano?

A primeira delas que se destacou foi a diferença do estilo de cada uma delas.  A feira de Shopping Centers da Abrasce estava focada nos fornecedores e no networking do setor enquanto a de Franquias da ABF focada exclusivamente na venda de franquias e o foco no público final.

A feira de Shopping Center da Abrasce

Percepções das feiras de shopping e franquiasHavia pouca novidade para o cliente final.  Apenas 2 shoppings apareceram com conceitos diferentes. O Shopping da Alegria de Várzea Paulista trouxe o espírito do empreendimento para o stand. A garota propaganda nada mais é do que a dona do empreendimento que esteve lá e fez diversas dinâmicas com as pessoas que passavam. Se posicionou de forma alegre e divertida.

Os outros destaques da feira de shopping estava na falta da presença da BR Malls que foi comprada pela Aliansce Sonae. e com isso pode-se perceber que existe um plano para o futuro das administradoras.

A novidade aconteceu com o lançamento do shopping mineiro Espaço 356 em Belo Horizonte, que vem com uma estratégia de entrenimento associado a boa gastronomia, moda, acessórios e serviços com espaços para shows e eventos. Na definição da equipe “o Shopping 356 é mais do que um shopping”, reforça o diretor da GSA Ativos Felipe Bacelar.

Enquanto isso na feira de Franquias da ABF

Percepções das feiras de shopping e franquiasNo mesmo pavilhão acontecia a feira de franquias da ABF com um tom bem diferente. Focada na experiência do clientes e venda de franquias as franqueadoras não pouparam para atrair o olhar do consumidor final. Foi perceptivel a busca pelo encantamento das franqueadoras.

Outro ponto relevante foram as poucas operações com experiência e foco em Shopping Center. A grande maioria estava focada em pontos de rua. Para shoppings das 450 marcas que participavam da feira, a equipe da Negócio e Franquia acredita que menos de 10% das operações tinham capacidade de criar operações para funcionar dentro de empreendimentos. Para o coordenador de especialização em Gestão de Franquias da PUC Minas, Rodrigo Campelo, lojista para ter operação em shopping center tem que estar maduro e conhecer muito do seu negócio. “Ter habilidade em seguir regras não só da franqueadora como dos shoppings. Não é para qualquer um.  Shopping Center não é lugar para testar”, reforça Campelo.

O fato é que feiras continuam sendo um bom local para conhecer, interagir e ampliar o conhecimento e networking. É a oportunidade de ver diversas marcas e ter acesso a novidades.

=======================================================================================================Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquia está no Instagram, no Linkedin.  Você pode acompanhar no canal do Spotify e até mesmo baixar as músicas do Playlist do empreendedor. Se inscreva no Canal do Youtube e acompanhe a coluna independente na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

Don`t copy text!
×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

×