Home Varejo Datas comemorativas do varejo

Datas comemorativas do varejo

por Gabriela Ravazzi
Datas comemorativas do varejo

O fim do ano está chegando e este é um dos períodos mais esperados para os varejistas: o Natal é uma das principais datas do comércio de forma geral, acompanhado de promoções como a Black Friday e das festas de fim de ano. Mas 2020 não foi nada comum: a pandemia pegou todos de surpresa, mantendo milhares de lojas fechadas durante a maior parte do ano. Então, de que forma as datas comemorativas do varejo serão afetadas? É possível prever o comportamento de compra do consumidor?

O fim do ano vem aí

Com todos os seus altos e baixos, 2020 está quase no final. Meses de isolamento afetaram drasticamente o comércio, especialmente as vendas de quem vendia muito presencialmente.

Estamos acostumados a ver shoppings e centros comerciais lotados no fim do ano, aquela correria tradicional para comprar presentes e os ingredientes da ceia.

Só que a pandemia ainda não acabou e muitas pessoas que perderam seus empregos ou que viram a renda diminuir consideravelmente com certeza vão pensar muito bem antes de gastar as economias com presentes e mais presentes de Natal.

Mesmo com o cenário incerto para este fim de ano, os varejistas não devem perder as esperanças: outra tradição da época são as promoções, geralmente muito esperadas – e não esqueça que nem todo mundo teve a renda comprometida durante a pandemia, como os servidores públicos, por exemplo, que representam mais de 12 milhões de brasileiros.

Datas comemorativas do varejo para ficar de olho

Notebook post-it

Halloween

O Halloween ou Dia das Bruxas é comemorado anualmente no dia 31 de outubro. Famosa data comemorativa para os norte-americanos, o Halloween também virou moda no Brasil: segmentos de fantasias, decoração, cosméticos, entre outros, podem se beneficiar da data – que também pode ser explorada por demais segmentos, basta ser criativo!

Dia dos solteiros

Criada pela chinesa Alibaba, uma das maiores empresas do comércio mundial, o Dia dos Solteiros é comemorado no dia 11 de novembro e foi importada pelo Brasil em 2010.

Na China, a data fatura mais que a Black Friday: US$12 bilhões foram vendidos apenas na primeira hora de promoção.

Mesmo com quase dez anos no Brasil, o Dia dos Solteiros foi mais expressivo por aqui apenas no ano passado quando a AliExpress (empresa do grupo Alibaba) fez campanhas mais efetivas no comércio brasileiro.

Black Friday

Essa é a queridinha das promoções, e quem é do varejo não pode deixar essa data passar em branco. A Black Friday surgiu nos Estados Unidos e é comemorada anualmente no dia 27 de novembro, um dia depois do tradicional feriado de Ação de Graças.

Por ser um dia mundialmente conhecido pelas ótimas condições de preço e pagamento, muita gente economiza o ano todo para gastar nesta data.

Lembra dos 12 milhões de servidores públicos que não perderam renda durante a pandemia? Por que não criar estratégias focadas nessas e outras pessoas que se mantiveram estáveis durante todo esse tempo?

Natal

Impossível não lembrar do Natal quando falamos de final de ano.

E neste ano o Natal será o momento do reencontro para muitas pessoas que ficaram tanto tempo sem ver seus familiares e amigos. A ceia com certeza terá um gostinho diferente depois de meses de isolamento social.

Diversas estratégias podem ser criadas para calibrar as vendas neste período, desde promoções especiais até produtos personalizados e exclusivos para quem comprar apenas no dia 25 de dezembro, por exemplo.

Tenha em mente que depois do coronavírus a mentalidade das pessoas mudou: as coisas simples passaram a ter um valor enorme. Talvez esse seja o melhor momento para focar mais na experiência do que no produto em si.

Foco no comércio eletrônico 

O fim do ano é a principal data para quem vende pela internet. Mesmo com lojas físicas enormes, os grandes players do varejo têm uma presença sólida na internet, especialmente quando o assunto é canal de vendas.

É importante oferecer qualidade, praticidade ao consumidor, diferentes opções de pagamento e condições especiais como frete grátis, por exemplo. E não estamos falando de coisas opcionais, mas de obrigações que todo varejista precisa ter, ainda mais agora que as vendas on-line ganharam mais força por conta da pandemia.

O que não falta são opções para vender mais e melhor.

Não vai ficar de fora dessa, né?

=======================================================================================================

Acompanhe o portal  Negócio e Franquia nas redes sociais. Pegue seu celular e siga a gente no Instagram e no Linkedin. Se inscreva no Canal do Youtube e assista nossos PodCasts na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×