Home Shopping Center Shopping Center e as mudanças

Shopping Center e as mudanças

por Rodrigo Campelo

Que o mercado de Shopping Center está passando por mudanças isso não é novidade. Já ouvimos falar sobre a teoria do caos e que os shoppings vão acabar. Você realmente acredita nisso?

Tudo começou com as fotos feitas pelo fotógrafo Seph Lawless trouxe em seu livro, Black Friday, que conta como as mudanças na economia afetaram os shoppings Rolling Acres e Randall Park, construídos na década de 1970, em Cleveland, Ohio. As fotos se tornaram referência para tratar do tema fim dos shoppings centers. Começou-se a discutir o declínio da economia americana, e consequentemente o fim dos shoppings centers.

Fotos Daniel Baule

O que as pessoas não parecem ou não querem perceber é que na verdade os shoppings estão numa grande transformação. E como tem sido interessante presenciar isso em todos os locais que visito no Brasil. Os Shoppings foram colocados como vilões da história, entretanto temos que admitir: A indústria de shopping center tem uma capacidade de transformação superior a muitos mercados varejistas.

Se analisarmos o shopping do passado, vamos perceber que a mudança vem acontecendo de forma sistemática ao longo do tempo. No início os empreendimentos não podiam ter relógios, para que o cliente se perdesse no tempo e ficasse mais pelo corredor. Nos dias de hoje, os shoppings estão carregados de tecnologia. O shopping dos tempos modernos tem muito mais entregas do que o combinado.

Para o cliente atual os empreendimentos entregam Wi-Fi, pagamento de estacionamento por cartões ou dinheiro em máquinas, usam plataformas para liberar o estacionamento como sem parar e veloe, marktplace dos lojistas do shopping, tem feito cada vez mais projetos de capacitação para lojistas com um único objetivo: melhorar o resultado dos lojistas.

As Campanhas de Marketing também mudaram

As campanhas de marketing dos shoppings tem sido um evento à parte. Para quem gosta de comparar, tem sido uma corrida contra o tempo para gerar engajamento e visibilidade nas redes sociais. Ficou evidente que tudo isso tem um caminho claro: manter os lojistas saudáveis por muito mais tempo e capacitá-lo para gerenciar melhor suas operações.

Foi-se o tempo que o shopping era apenas um local com um montão de lojas. A equipe administrativa dos shoppings tem se profissionalizando a cada ano, e os shoppings já entenderam que manter lojistas saudáveis é bom para todo mundo. Ganha o empreendimento, ganha o consumidor, ganha o município, ganha o estado. É o que podemos chamar da verdadeira roda do bem.

Qual será a próxima crise que vão empurrar para os shoppings?

Há tempos observando o que os estudiosos apontam e projetam para o shopping center. Uma coisa é certa, o shopping não vai acabar. Brasileiro é especialista em comprar produtos, ele gosta de olhar, visitar e pegar.

Já superamos a crise da cobrança do estacionamento, “cobrar estacionamento diminui o fluxo”, isso já ficou mais do que provado que não é verdade. Então para não dizer que não existem futurólogos li um estudo há poucos dias sobre o futuro do estacionamento do shopping que me chamou atenção.

Nesse estudo a projeção é de que em poucos anos os estacionamentos vão ficar vazios porque as pessoas vão usar veículos alternativos e que a receita de estacionamentos vão cair. É a coisa mais descabida e rasa que já ouvi em toda minha vida. Sabe por que?

Vou dizer para você. As áreas de estacionamento foram projetadas para expansão, se diminuir o estacionamento, saibam lojas de produtos e serviços serão utilizados por aquele espaço.

Uma coisa ficou evidente. Ninguém tem certeza de nada e como dizia o Chacrinha, “eu não vim aqui para explicar, vim aqui para confundir” pelo menos é o que tem apontado todos esses estudos sem pé e cabeça.

 

Existem outros canais para ter informação de qualidade. Conheça o canal do Youtube da Negócio e Franquia

Você pode ver um vídeo do Canal Negócio e Franquia que trata deste assunto:

Ah… siga a gente pelo Instagram. Se é uma boa notícia, passa por aqui.

Posts Relacionados

6 comentários

Teoria do Caos: O shopping vai acabar - Negócio e Franquia 23 de dezembro de 2019 - 17:41

[…] uma classificação que é a referência e deve ser utilizada como instrumento de apoio gerencial. Shopping Center é tradicional ou especializado. E depois a variação é por tamanho de Área Bruta Locável, o […]

Resposta
15 Frases que escuto sempre - Negócio e Franquia 10 de março de 2020 - 20:15

[…] relação entre shopping x lojista, franqueador x franqueado tem muitas diferenças e precisam ser equilibradas. O impulso […]

Resposta
O perfil do novo executivo de Shopping - Negócio e Franquia 13 de maio de 2020 - 02:52

[…] É claro que não tenho bola de cristal e nem sou dono da verdade, entretanto o que escrevo é com base nas experiências vividas por mim ao longo de mais de 20 anos de shopping centers, pelos lojistas, pelos sinais econômicos e pela expectativa dos varejistas para esse novo profissional responsável por shopping center. […]

Resposta
7 vantagens de abrir sua franquia em um shopping - Negócio e Franquia 21 de setembro de 2020 - 17:53

[…] centrais o fluxo seja maior, nem sempre quem está passando por ali está querendo comprar algo. No shopping é diferente, geralmente, as pessoas já entram com a intenção de […]

Resposta
Dotz fecha parceria inédita com o Minas Shopping - Negócio e Franquia 10 de outubro de 2020 - 09:29

[…] shoppings estão percebendo a importância de aproximar cada vez mais de seus clientes e para isso fica muito […]

Resposta
7 vantagens para ter uma loja em shopping - Negócio e Franquia 10 de outubro de 2020 - 09:42

[…] importante saber que existem regras importantes para conhecer dentro de um shopping  e que não existe espaço para testes. São locais extremamente profissionais que buscam de […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×