Home Empreendedorismo Bate papo com Rodrigo Valverde sobre o futuro da Pro Solutti

Bate papo com Rodrigo Valverde sobre o futuro da Pro Solutti

por Rodrigo Campelo
Bate papo com Rodrigo Valverde sobre o futuro da Pro Solutti

Bate papo com Rodrigo Valverde sobre o futuro da Pro Solluti pode ajudar muitos empreendedores começarem um novo negócio. Para entender, a Pro Solutti tem como objetivo dar liquidez ao mercado e às pessoas físicas. A Legaltech atua em uma nova área que movimenta o segmento de gestão de créditos judiciais.

A Pro Solutti é uma consultoria que propõe a negociação de passivos jurídicos ao aliar estratégias negociais e jurídicas com estruturas financeiras sólidas, ou seja, tem o propósito de ampliar o acesso de pessoas físicas e jurídicas à justiça  por meio de compras de ativos judiciais.

Para entender como funciona esta nova modalidade, fizemos um bate papo com Rodrigo Valverde sobre o futuro e a história da Pro Solutti.

Como funciona a compra de processos jurídicos? Como surgiu?

A compra de processos judiciais é algo que ainda assusta os brasileiros, pois não é um serviço conhecido. Contudo, é importante reforçar que qualquer cidadão com processo judicial pode fazer a venda, ou melhor, a cessão de crédito visto que é algo legítimo e previsto em lei.

Quando o processo cumpre os requisitos do nosso fundo, elaboramos uma proposta de compra levando em consideração o risco e o tempo de tramitação do processo até o efetivo pagamento pela parte devedora – quando nós compramos uma ação judicial, todo o risco fica conosco, seja da demora do recebimento, seja do não pagamento pelo devedor.

A vantagem para o reclamante que vende o seu processo é que realizamos o pagamento em até 48 horas. Além disso, ele não precisa mais se preocupar em caso de falência da empresa reclamada e/ou com a morosidade do Judiciário. De forma resumida, a cessão de crédito é uma antecipação de recebível que está prevista nos artigos 286 a 298 do Código Civil.

Como está o mercado aqui no Brasil? Por que no exterior é um mercado mais maduro e aqui ainda engatinha?

O mercado de compra de processos judiciais no Brasil está evoluindo devido a três aspectos:

  • Curva de juros: vivemos, pela primeira vez, um ciclo de juros baixos. Neste cenário, investidores (pequenos, médios e grandes) buscam rentabilizar seu capital, ou seja, o Brasil com juros de 5% ao ano força os investidores a buscarem investimentos em ativos alternativos, como processos judiciais. Nos EUA, por exemplo, existem juros baixos há décadas, razão pela qual a indústria da compra e venda de ativos judiciais é muito mais madura e transaciona centenas de bilhões de dólares todos os anos.
  • Judiciário: a lentidão de um processo judicial faz com que as pessoas, físicas ou jurídicas, procure pelo nosso serviço – uma parcela significativa não pode ou não esperar três, quatro, cincos anos ou mais para receber o dinheiro de um processo judicial.
  • Pandemia: a Covid-19 trouxe a crise econômica e uma onda de desemprego que estamos vivendo até hoje. Diante disso, estamos falando de uma população endividada em busca de empréstimo. Portanto, é mais rentável vender a ação judicial do que tomar crédito nos bancos brasileiros, os quais possuem com uma das taxas de juros mais altas do mundo.

Quais foram os efeitos da pandemia no setor? No setor de compra de processos foi positivo?

Durante a pandemia da Covid-19 houve uma alta demanda por crédito no Brasil. Assim, conseguimos ser a melhor alternativa financeira para quem precisa de empréstimo e tem uma ação trabalhista transitando, pois antecipamos o valor do processo. Uma vez que o reclamante não precisar contratar empréstimo com taxas e juros altos porque adiantamos o valor que é dele, mas está parado em função da demora do judiciário.

Quanto a Pro Solutti cresceu na pandemia?

Desde o início da pandemia estamos investindo fortemente em tecnologia e pessoas, pois sabemos da importância de automatizar os processos e em paralelo prezamos por um atendimento humanizado. Neste ponto, tivemos um aumento de 40% no quadro de colaboradores durante a pandemia.

Que tipos de processos compram mais?

A nossa especialidade é o processo trabalhista. Sendo que, para realizarmos a compra é necessário que a ação atenda os três requisitos: valor acima de R$ 30 mil, com sentença a partir da 2º instância favorável e contra empresa privada e solvente.

Quais são as maiores dificuldades que as pessoas que vendem seus processos enfrentam?

A maior dificuldade é a morosidade do Judiciário porque o tempo médio para conclusão de um processo trabalhista no Brasil é de três anos. Outro ponto é que em alguns casos, o reclamante perde o contato do advogado que entrou com a ação e acaba atrasando o processo de venda.

Qual a expectativa para o próximo ano?

Para o próximo ano, vamos aumentar o número de teses em que atuamos potencializando ainda mais o nosso modelo de negócio. Isso será possível, pois acertamos o modelo de escala. Isso se comprova por meio do nosso crescimento contínuo mesmo durante a pandemia da Covid-19. Também estamos ampliando a nossa capilaridade por meio de novas unidades no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Por fim, existe a possibilidade de expansão para o Nordeste, mas ainda em análise interna.

=======================================================================================================Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquia está no Instagram, no Linkedin.  Você pode acompanhar no canal do Spotify e até mesmo baixar as músicas do Playlist do empreendedor. Se inscreva no Canal do Youtube e acompanhe a coluna independente na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×