Home Franquia Zara fecha 5 lojas de shopping

Zara fecha 5 lojas de shopping

por Rodrigo Campelo
Zara fecha 5 lojas em janeiro

A rede espanhola Zara fecha 5 lojas de shopping este mês. Já foram fechadas as lojas no Continente Shopping (São José, SC) e no Garten Shopping (Joinville, SC).  Estão previstas o fechamento no final de janeiro, as lojas no Shopping Bosque dos Ipês (Campo Grande, MS), no Passeio das Águas Shopping (Goiânia, GO), no Uberlândia Shopping (MG) e no Golden Square Shopping (São Bernardo do Campo, SP) e no Shopping  Vila Velha (Vila Velha, ES) .

A previsão é de que a rede fique com 49 lojas no país, das 56 existentes, antes da execução do plano. Entretanto é importante ficar atento, pois a rede ainda estuda o fechamento de outros pontos pelo país. As lojas fechadas representam 10% do total de lojas atuante no país.

Informação antecipada

A Inditeex dona da Zara, havia comunicado no fim do ano passado, às empresas de shoppings que faria os fechamentos e que haveriam mais encerramentos de contratos em 2021, dentro do processo global de reduzir seu tamanho no mundo após queda nos resultados durante a pandemia.

Quais são as 5 lojas de shopping que a Zara fechará

Segundo levantamento, no Estado de Santa Catarina, o Grupo Almeida Junior já foram fechadas as unidades no Continente Shopping, em São José, e no Garden Shopping, em Joinville. No final deste mês o Jereissati Centros Comerciais dona do shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande (MS) perde a operação.

Na Aliansce Sonae, duas lojas são fechadas sendo uma no Passeio das Águas Shopping, em Goiânia (GO), e outra no Uberlândia Shopping. No grupo Ancar, a unidade que não abrirá mais é a do Golden Square Shopping, de São Bernardo do Campo (SP). Pesquisa feita em dados do site da rede no Brasil mostram operação de cerca de 50 pontos. A empresa entrou no país em 1999 e chegou a ter planos de atingir 100 lojas, número nunca alcançado. A marca chegou a ter 56 lojas e pretende ficar com apenas 49 das lojas abertas em solo brasileiro.

Crise ou estratégia?

Uma coisa é certa, a pandemia antecipou planos para muitas marcas e a Zara não deixou essa oportunidade para trás. O fechamento de unidades não significa abandonar o país, mas aproveitar o momento e se adequar para o novo comportamento de consumo que está se criando.

Somado a decisões estratégicas pode-se citar baixa produção local, o que leva a um aumento de importações, e maior exposição ao dólar, pesam na política de preços por aqui, com posicionamento de marca num patamar acima de como a rede se posiciona nos mercados europeus, o que afeta diretamente a sua competitividade regional.

Além disso, com a maior parte da fabricação vindo de outros mercados pelo mundo, de navio, o processo de distribuição no Brasil é mais lento, complexo e caro, o que também complica manter seu plano de preço baixo como ocorre em outras partes do mundo.

Esse custo que afeta a eficiência acaba impactando na margem.  Desde 2019, pelo menos, apesar de alguma melhora nos dados operacionais no mundo, a Zara vem registrando resultados abaixo do esperado por analistas e investidores, e a crise afetou mais duramente esses números.

Para minimizar o impacto da pandemia de Covid-19, a Inditex menciona em seu último balanço que trabalhou em otimizar estoque, logística e despesas de operação. Outra estratégia do grupo foi fortalecer a frente de vendas online, que cresceu 76% no terceiro trimestre de 2020.

O CEO da Inditex, apresentou em junho do ano passado o plano para o grupo de moda até 2022, uma atualização dos esforços que começaram há sete anos. A estratégia envolve investimento de 2,7 bilhões de euros em transformação digital e sustentabilidade. As vendas online devem representar um quarto do total em três anos.

Dentro desse plano deverá ser fechado mais de 1.200 lojas até o final de 2022 em todo mundo, conforme citado pelo jornal britânico The Guardian. No texto do jornal a rede afirma que espera que os fechamentos se concentrem na Ásia e na Europa. O Reino Unido tem 107 lojas da marca com menos probabilidade de serem afetadas com o plano de fechamento mundial.

Mudança no comportamento de consumo e no mercado

Todo esse movimento de digitalização da moda durante a pandemia, mostrou que a Zara também se encaixa na revisão do movimento fast fashion – coleções produzidas para consumo por impulso, assim como no fast food, e troca recorrente.

Zara fecha 5 lojas de shopping e depois de entender os motivos não cria nenhuma surpresa. A Zara não é a única rede fazendo ajustes em seu formato de negócios ao fechar suas lojas. Isso já aconteceu com a Etna, empresa especializada em decoração, e a pouco tempo também foi anunciada pela Forever 21.

A pandemia tem sido o pano de fundo para essas empresas colocarem em prática as mudanças importante para a gestão de seus negócios. Os shoppings têm sentido mudanças de planos de partes das empresas no país e de redes no exterior, com encerramento de lojas ou busca de pontos menores após a pandemia.

=======================================================================================================

Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquias está no Instagram, no Linkedin.  Você pode se inscrever também no Canal do Youtube e assistir nossos PodCasts na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×