Home Empreendedorismo Como crescer e expandir uma rede de franquias

Como crescer e expandir uma rede de franquias

as aceleradoras podem ser um caminho, mas é preciso cautela e atenção

por Rodrigo Campelo
0 comentário
Como crescer e expandir uma rede de franquias

As aceleradoras de franquias são empresas que oferecem serviços de consultoria, mentoria, treinamento, marketing e vendas para redes de franquias que querem expandir o seu negócio de forma rápida e eficiente. Elas prometem profissionalizar o franqueador, aumentar o número de unidades, melhorar a gestão e o suporte aos franqueados, e fortalecer a marca no mercado.

As empresas que atuam com a aceleração surgiram como uma adaptação do conceito de aceleradoras de startups, que são empresas que apoiam o desenvolvimento de novos negócios inovadores, oferecendo recursos, capacitação, networking e acesso a investidores.

O papel das aceleradoras de franquias é ajudar o franqueador a superar os desafios e as dificuldades da expansão de uma rede que são muito comuns durante o processo de crescimento. A falta de recursos financeiros, humanos, materiais e tecnológicos para investir na expansão, além da falta de conhecimento, experiência e estratégia para planejar e executar o crescimento e dentro dos processos, a falta de controle, coordenação, comunicação e integração entre as diferentes áreas, unidades, produtos e mercados da rede.

Outro ponto importante das aceleradoras está em auxiliar e ajudar os franqueadores na falta de visibilidade, reputação e credibilidade da marca no mercado e na falta de suporte, alinhamento, motivação e fidelização dos franqueados. Um problema maior do que se possa imaginar. A capacitação tem sido um dos calcanhares de aquiles do setor de franquias, por ser caro e os franqueadores não terem conhecimento de como fazer.

banner

As aceleradoras de franquias podem oferecer diferentes tipos de serviços e soluções para o franqueador, dependendo do seu modelo de negócio, do seu objetivo e da sua capacidade.

Formatação da franquia:

Consiste em avaliar se um negócio tem potencial para ser multiplicado e, se positivo, fazer a formatação da franquia, traçando o perfil do franqueado ideal, definindo os padrões operacionais, jurídicos, financeiros e de marketing da rede, e elaborando a Circular de Oferta de Franquia (COF) e o contrato de franquia1.

Venda de franquias:

A prospeção, qualificação onsiste em prospectar, qualificar, captar e converter candidatos a franqueados, usando técnicas de marketing digital, funil de vendas, CRM, entre outras ferramentas. O objetivo é aumentar o número de unidades da rede em um curto espaço de tempo12.

Treinamento de franqueados:

consiste em capacitar os franqueados e suas equipes para operar a franquia de acordo com os padrões da rede, transmitindo os conhecimentos técnicos, gerenciais e comportamentais necessários para o sucesso do negócio12.

Suporte aos franqueados:

consiste em oferecer aos franqueados um acompanhamento contínuo e personalizado, auxiliando-os na implantação, na gestão e na melhoria da franquia, por meio de visitas, reuniões, manuais, sistemas, entre outros recursos12.

Marketing da rede:

consiste em planejar e executar ações de marketing para divulgar a marca, atrair clientes, gerar vendas e fidelizar consumidores, tanto para a rede como um todo, quanto para cada unidade individualmente12.

Riscos para o franqueador

Apesar das vantagens que as aceleradoras de franquias podem trazer para o franqueador, existem também alguns riscos que devem ser considerados antes de contratar esse tipo de serviço. Alguns deles são:

Perda de autonomia:

ao contratar uma aceleradora de franquias, o franqueador pode perder parte do controle sobre o seu negócio, pois terá que seguir as orientações, as metodologias e as decisões da aceleradora, que pode se tornar sócia minoritária da rede ou cobrar uma participação nos lucros25.

Perda de qualidade:

ao expandir a rede de forma acelerada, o franqueador pode comprometer a qualidade do seu produto ou serviço, pois pode não ter tempo ou recursos suficientes para garantir o padrão, a padronização e a excelência da rede, o que pode afetar a satisfação dos clientes e a reputação da marca25.

Perda de identidade:

ao se adaptar às exigências e às tendências do mercado, o franqueador pode perder a identidade do seu negócio, pois pode ter que mudar o seu conceito, o seu diferencial, o seu público-alvo, o seu posicionamento, entre outros aspectos que fazem parte da sua essência e da sua história25.

O que se pode perceber é que as aceleradoras de franquias são empresas que podem ajudar o franqueador a expandir o seu negócio de forma rápida e eficiente, oferecendo serviços de consultoria, mentoria, treinamento, marketing e vendas. Elas podem trazer muitos benefícios para o franqueador, como aumentar o faturamento, o número de unidades, a visibilidade e a competitividade da rede. No entanto, elas também podem trazer alguns riscos, como perder a autonomia, a qualidade e a identidade do negócio. Por isso, é preciso analisar e planejar cuidadosamente as vantagens, as desvantagens e as formas de contratar uma aceleradora de franquias, levando em conta o contexto, o objetivo e a capacidade do franqueador.

Foco na expansão empresarial

o principal trabalho das aceleradoras está com o foco na expansão empresarial. É uma estratégia que visa aumentar o alcance, o faturamento e a competitividade de um negócio, seja por meio da oferta de novos produtos ou serviços, da abertura de novas unidades ou franquias, da entrada em novos mercados ou da fusão ou aquisição de outras empresas.

Porém, expandir um negócio envolve muitos desafios e riscos, que devem ser analisados e planejados com cuidado. Veja a seguir algumas vantagens e desvantagens da expansão empresarial, bem como algumas formas de realizá-la.

A expansão de um negócio é quando você faz o seu negócio crescer, ou seja, vender mais, atender mais pessoas, oferecer mais produtos ou serviços, abrir mais lojas ou entrar em novos lugares. Isso pode trazer muitas vantagens para você, como:

Ganhar mais dinheiro:

quanto mais você vende, mais você ganha. Isso pode te ajudar a pagar as suas contas, investir no seu negócio, melhorar a sua qualidade de vida e realizar os seus sonhos.
Ganhar mais clientes: quanto mais pessoas conhecem o seu negócio, mais elas podem comprar de você, indicar para outras pessoas e se tornar fiéis. Isso pode te ajudar a ter mais segurança, confiança e prestígio no mercado.

Ganhar mais conhecimento:

quanto mais você expande o seu negócio, mais você aprende sobre o seu produto, o seu serviço, o seu cliente, o seu mercado e o seu concorrente. Isso pode te ajudar a melhorar o seu negócio, inovar, se diferenciar e se adaptar às mudanças.

Mas como fazer a expansão de um negócio? Existem muitas formas de fazer isso, mas eu vou te dar alguns exemplos:

Criar novos produtos ou serviços:

você pode oferecer algo novo ou diferente para os seus clientes, que atenda às suas necessidades, desejos ou expectativas. Por exemplo, se você tem uma padaria, você pode criar novos tipos de pães, bolos, tortas, salgados, etc.

Abrir novas lojas ou franquias:

você pode abrir mais unidades do seu negócio em outros bairros, cidades ou países, onde você acha que tem muitas pessoas que querem comprar o seu produto ou serviço. Por exemplo, se você tem uma loja de roupas, você pode abrir mais lojas em shoppings, centros comerciais, outlets, etc.

Entrar em novos mercados ou segmentos:

você pode vender o seu produto ou serviço para outras pessoas que ainda não são seus clientes, mas que podem se interessar pelo que você oferece. Por exemplo, se você tem uma escola de idiomas, você pode vender cursos para empresas, escolas, universidades, etc.

Fazer parcerias ou fusões:

você pode se juntar ou comprar outra empresa que tenha produtos ou serviços complementares ou similares aos seus, e que tenha mais recursos, capacidades, clientes, mercados, etc. Por exemplo, se você tem uma empresa de software, você pode se juntar ou comprar uma empresa de hardware, de consultoria, de marketing, etc.

Lembre-se de que a expansão de um negócio também envolve muitos desafios e riscos, que devem ser analisados e planejados com cuidado. Você precisa ter recursos suficientes, mão de obra qualificada, controle financeiro, gestão eficiente, pesquisa de mercado, estratégia de marketing, etc. Por isso, antes de expandir o seu negócio, você precisa ter certeza de que está preparado e que isso vai trazer benefícios para você.

Vantagens da expansão empresarial

Aproveitar a economia de escala: quanto maior e mais notável é uma empresa, maior é a probabilidade de conseguir descontos, melhores condições de crédito, redução de custos e aumento da produtividade.

Superar problemas:

a expansão empresarial pode ser uma forma de enfrentar e superar problemas como queda nas vendas, forte concorrência, margem de lucro baixa, saturação do mercado ou obsolescência do produto1.

Aumentar o volume de negócios:

a expansão empresarial pode gerar um maior potencial de lucro, pois permite atingir mais clientes, diversificar as fontes de receita e explorar novas oportunidades de mercado1.

Reduzir riscos:

a expansão empresarial pode diminuir a dependência de um único produto, mercado ou cliente, e assim reduzir a vulnerabilidade da empresa às mudanças e crises externas1.

Conquistar novos clientes:

a expansão empresarial pode ampliar a visibilidade, a reputação e a credibilidade da empresa, atraindo e fidelizando novos clientes que nunca se interessaram ou conheceram seus produtos ou serviços1.

Como expandir sua rede de franquias

Imagem de Public Domain Pictures por Pixabay

Desvantagens da expansão empresarial

Aumentar a complexidade:

a expansão empresarial pode tornar a gestão da empresa mais complexa, pois exige mais controle, coordenação, comunicação e integração entre as diferentes áreas, unidades, produtos e mercados2.

Exigir mais recursos:

a expansão empresarial pode demandar mais recursos financeiros, humanos, materiais e tecnológicos, que nem sempre estão disponíveis ou são de fácil acesso2.

Enfrentar mais concorrência:

a expansão empresarial pode expor a empresa a uma maior concorrência, especialmente em mercados novos ou desconhecidos, onde já existem empresas consolidadas e com vantagens competitivas2.

Adaptar-se a novas realidades:

a expansão empresarial pode exigir que a empresa se adapte a novas realidades, como leis, regulamentos, impostos, culturas, hábitos e preferências dos clientes, fornecedores, parceiros e concorrentes2.

Assumir mais riscos:

a expansão empresarial pode envolver mais riscos, como falhas na execução, erros de planejamento, imprevistos, perdas, fraudes, crises, conflitos.

Formas de expansão empresarial

Existem basicamente duas formas de expandir um negócio: a expansão orgânica e a expansão por fusão ou aquisição3.

Expansão orgânica:

é a forma mais comum e consiste em crescer a partir dos próprios recursos e capacidades da empresa, sem depender de terceiros. Alguns exemplos de expansão orgânica são: lançar novos produtos ou serviços, abrir novas unidades ou franquias, entrar em novos mercados ou segmentos, investir em marketing e propaganda, etc3.

Expansão por fusão ou aquisição:

é a forma mais rápida e consiste em se unir ou comprar outra empresa, aproveitando seus recursos, capacidades, clientes, mercados, etc. Alguns exemplos de expansão por fusão ou aquisição são: comprar uma empresa concorrente, complementar ou estratégica, fundir-se com uma empresa de porte ou segmento similar, formar uma aliança ou parceria com uma empresa de outro país ou região, etc3.

Franquias

Crescer com o recurso de terceiros. Essa talvez seja a base do crescimento no formato de franquias. Levar algo que já foi testado e pode ser implementado. Não é a toa que várias empresas optaram por fazer parte do guarda chuva de aceleradoras e com isso trazem um crescimento bem mais ágil do que no formato tradicional. Tanto que esse modelo foi chamado de franchising 4.0. Crescer de forma rápida e organizada, entretanto, esse formato traz algumas dificuldades e dores para o franqueador na implantação de novas unidades, o que pode muitas vezes gerar problemas e até mesmo desconforto para franqueados.

É preciso estar atento e analisar qual será o modelo de expansão empresarial escolhida, afinal de contas é uma estratégia que pode trazer muitos benefícios para um negócio, mas também muitos desafios e riscos. Por isso, é preciso planejar e analisar cuidadosamente as vantagens, as desvantagens e as formas de expandir, levando em conta o contexto, o objetivo e a capacidade da empresa. Assim, é possível crescer de forma sustentável e competitiva, sem comprometer a qualidade e a rentabilidade do negócio.

Se gostou deste conteúdo, compartilhe e indique para leitura. Criamos um portal para trazer muitas informações importantes e te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender. Não se esqueça. Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquia está no Instagram, no Linkedin. Você pode acompanhar no canal do Spotify e até mesmo baixar as músicas do Playlist do empreendedor. Se inscreva no Canal do Youtube e acompanhe a coluna independente na FM O Tempo.

Posts Relacionados

A riqueza do varejo brasileiro, as tendências, as melhores práticas do mercado você só encontraca na Negócio e Franquia, descubra tudo sobre FRANQUIAS, SHOPPING CENTERS, EMPREENDEDORISMO, GESTÃO, NEGÓCIOS, CULTURA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CONHEÇA AS POLÍTICAS PÚBLICAS para o mundo dos negócios.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por 77Prime Labs

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais