Home Franquia A situação está favorável para o mercado de franquias?

A situação está favorável para o mercado de franquias?

por Rodrigo Campelo
A situação está favorável para o mercado de franquias?

A situação está favorável para o mercado de franquias?  O momento atual preocupa e deixa as pessoas mais receosas ao pensar em investir. Porém, um bom empreendedor enxerga oportunidades. Como diz o velho ditado, enquanto uns choram, outros vendem lenços. Em meio à nova situação vivida, o mercado de franquias está conseguindo gerar resultados positivos.

Mas qual foi o percentual de crescimento das franquias? Será que o empreendedor deve arriscar? Por onde o investidor deve começar? É o que apresentarei nesse artigo. Esses dados vão te ajudar a decidir se é o momento ou não de se arriscar no mercado de franquia. Vamos conferir?

A crise econômica brasileira

Estamos diante da crise mais crítica dos últimos anos no país. O cenário atual é de desemprego, dívida externa elevada e recessão econômica. Porém, essa crise afeta cada setor de uma forma diferente, por isso não se desespere!

Mesmo que tenham diversos estabelecimentos comerciais fechando. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias estão conseguindo se destacar no mercado por controlarem melhor a sazonalidade.

Para conseguir lidar com a situação, as franquias buscam manter a meta de 30% ou mais de lucro ao mês, com intuito de conseguir sobreviver aos períodos de queda de vendas.

O impacto da crise sobre as franquias

Em meio a maior crise dos últimos anos, não vale fingir que o setor não foi atingido pela situação do país. Mesmo com o crescimento de receitas e com a geração de empregos, as franquias tiveram que pensar em estratégias para driblar a crise.

Os investidores e franqueados tiveram que correr atrás de alternativas, como, por exemplo, promoções, campanhas motivacionais, e renegociação com fornecedores, para conseguir resultados satisfatórios.

O mercado de franquias no Brasil

A ABF acredita que o resultado desses indicadores abaixo se deve a alguns fatores macroeconômicos, como, por exemplo, expansão de crédito às famílias, crescimento do PIB e queda da inflação.

Dados recentes

De acordo com a pesquisa feita pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2016, cerca de 131 marcas investiram nesse mercado, o que gerou um bom resultado. Além do faturamento positivo, em 2016, também houve o aumento de unidades franqueadas (3,1%) e mais 1,2 milhão de pessoas empregadas pelo setor (aumento de 2,9%).

No segundo trimestre de 2017, abriram mais 3,2% franquias, em comparação a 2016. Hoje em dia, no Brasil, existem 144.074 pontos em funcionamento e, foram fechadas, 1,3% delas, o que gerou um saldo de 1,9%.

Sobre o número de redes, em relação a dezembro 2016, teve uma queda de 2%. No momento, existem 2979 redes trabalhando no Brasil.

Faturamento

Segundo a ABF, em 2016, as franquias faturaram 150 bilhões de reais, gerando um crescimento de 8,1% em relação a 2015. No segundo trimestre deste ano, já houve um aumento de 6,8%, em relação a 2016. O faturamento saltou de R$ 35,180 bilhões para R$ 37,565 bilhões.

Em relação à receita semestral, o setor de franquias teve um crescimento de 8% e o valor passou de R$ 68,890 bilhões para R$ 74,428 bilhõesDe agosto de 2016 a agosto de 2017, o estudo feito pela ABF, constou que o faturamento passou de R$ 144,615 bilhões para R$ 156,784 bilhões.

Registro dos segmentos

O campeão de faturamento trimestral, registrado pela ABF, foi o segmento de Hotelaria e Turismo, com 10,1%. Em segundo lugar, com 9,4%, ficou o ramo de Saúde, Beleza e Bem-Estar. Em seguida está o segmento de Casa e Construção com 8,6%.

Com 7% de crescimento, o ramo de Entretenimento e Lazer ficou em quarto lugar. Ocupando a quinta colocação o segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos registrou um saldo de 6,6%.

O investimento em franquias

Ao longo do artigo foi possível perceber que as franquias sentem a crise e necessitam de estratégias para conseguir superar esse momento complicado da economia no Brasil. Entretanto, os dados são positivos e a franquia é uma opção atrativa para quem deseja investir. Uma das vantagens de escolher esse tipo de investimento é que, geralmente, a marca foi testada e já está inserida no mercado.

O empreendedor deve estar preparado para novos desafios! Na hora de decidir no que investir, o possível franqueado deve escolher o negócio que tenha mais afinidade para desenvolver. Não adianta ser apenas consumidor, você deve saber administrar e vender o seu produto/serviço.

Para abrir uma franquia é necessário ter um planejamento realista, pensar muito sobre a geolocalização e evitar stress financeiro. O franqueado leva no mínimo de 7 a 8 meses para ter o seu negócio, por isso todo o processo demanda consultas, cautela e paciência.

Tem alguma experiência ou dúvida sobre o mercado de franquias? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com a gente!

=======================================================================================================

Acompanhe o portal Negócio e Franquia nas redes sociais. Pegue seu celular e siga a gente no Instagram e no Linkedin. Se inscreva no Canal do Youtube e assista nossos PodCasts na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×