Home Central Press Tecnologia de secagem auxilia produção de fibra sustentável em planta de celulose na Finlândia

Tecnologia de secagem auxilia produção de fibra sustentável em planta de celulose na Finlândia

por Central Press

Solução da Valmet será usada na primeira planta de fibra têxtil Spinnova em escala comercial no país nórdico

Pela primeira vez, a planta de celulose da joint venture entre a Spinnova e a Suzano irá produzir, em escala comercial, a fibra têxtil SPINNOVA®, em sua fábrica na cidade de Jyväskylä, na Finlândia. A instalação é o primeiro passo do projeto de expansão da produção para um milhão de toneladas anuais nos próximos dez anos. A conclusão das obras está programada para o fim de 2022.

Recentemente, a joint venture anunciou um investimento de 22 milhões de euros para  a construção da primeira unidade de produção da fibra em escala comercial na Finlândia. A SPINNOVA® é uma fibra têxtil natural sustentável, produzida a partir de celulose ou de fluxos de resíduos sem envolver quaisquer produtos químicos prejudiciais, com uso mínimo de água e emissões e zero desperdício. A construção da fábrica já foi iniciada e está prevista para ser concluída no final de 2022.

No acordo entre as duas empresas, a Spinnova é a fornecedora exclusiva da tecnologia, enquanto a Suzano garante o fornecimento da matéria-prima necessária, a celulose microfibrilada (MFC). Para o projeto, a Spinnova procurou um parceiro de tecnologia que pudesse dar suporte global aos seus planos de dimensionamento e escolheu a Valmet para fornecer a tecnologia de secagem para sua primeira linha de produção comercial. A Valmet fornece ao cliente máquinas de secagem com alta tecnologia, que já são utilizadas na fabricação de papel e cartão, e agora estão adaptadas para a produção de fibras têxteis à base de celulose.

“Nós da Valmet queremos apoiar as jornadas de nossos clientes na conversão de recursos renováveis em resultados sustentáveis. É realmente empolgante, pois esta entrega é um excelente exemplo de como podemos criar oportunidades na indústria de fibra.”, diz o presidente da linha de negócios de papel da Valmet, Jari Vähäpesola.

O diretor da linha de negócios de Papel para o mercado da América do Sul da Valmet, Rogério Berardi, também destaca o pioneirismo do projeto para a planta finlandesa. “Para nós, é um honra participar de um projeto tão inovador, reforçando a nossa liderança no desenvolvimento de novas tecnologias, nesse caso, para produção de celulose micro-fibrilada, além de estreitar ainda mais o relacionamento de parceria entre Suzano e Valmet, sempre com foco em tecnologias inovadoras e na conservação do meio ambiente”, relata.

“Criamos uma tecnologia modular que é fácil de dimensionar e configurar em todo o mundo. É por isso que também podemos dimensionar de acordo com o ritmo da demanda, em vez de ter que assumir um grande risco em todas as escalas, como é o caso de processos químicos complexos. A Valmet é uma excelente parceira neste projeto, devido à tecnologia comprovada e longa experiência em processos de escalonamento”, explica o CEO e cofundador da Spinnova, Janne Poranen.

“A primeira fábrica é uma grande experiência para percebermos a vasta oportunidade global desta inovação. Acreditamos que a tecnologia da Spinnova® será altamente escalonável e apoiamos a ambição de aumentar a produção em nossa joint venture para mais de um milhão de toneladas de volume anual em 10 anos”, disse Vinicius Nonino, diretor de Novos Negócios da Suzano.

Sobre a Spinnova

Com sede na Finlândia, a Spinnova desenvolveu uma tecnologia inovadora para fazer fibra têxtil de madeira ou resíduos, como resíduos têxteis ou de alimentos, sem produtos químicos prejudiciais. A fibra SPINNOVA® patenteada cria 0% de resíduos ou fluxos laterais, 0% de microplásticos e tem emissões mínimas de CO2 e uso de água. Os materiais SPINNOVA® são os mais biodegradáveis e circulares do mundo. A Spinnova está comprometida em usar apenas matérias-primas sustentáveis, como madeira certificada.

Sobre a Suzano

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose de eucalipto e uma das maiores produtoras de papel da América Latina. A empresa tem capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papel por ano, e exporta para mais de 100 países.

Sobre a Valmet

A Valmet, que em 2020 completou 60 anos de atividades no Brasil, é a principal desenvolvedora e fornecedora global de tecnologias de processo, automação e serviços para as indústrias de celulose, papel e energia. Sua atuação de tecnologia inclui fábricas de celulose, linhas de produção de papel, cartão e papel, além de usinas de energia para produção de bioenergia. Os serviços e soluções de automação melhoram a confiabilidade, o desempenho dos processos e aprimoram a utilização de matérias-primas e energia.

Em todo o mundo, a empresa finlandesa possui mais de 14 mil colaboradores diretos e, em 2019, as vendas líquidas foram de aproximadamente 3,5 bilhões de euros. A sede está localizada em Espoo, na Finlândia, e suas ações estão listadas na Nasdaq Helsinki. Na América do Sul, as unidades estão localizadas em Araucária (PR), Sorocaba (SP), Belo Horizonte (MG), Imperatriz (MA) e Concepción, no Chile. Mais informações: www.valmet.com.br.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×