Home Negócios Empreendimentos sociais: funcionamento das cooperativas no Nordeste

Empreendimentos sociais: funcionamento das cooperativas no Nordeste

por Cleo Gomes
Cooperativas

Você já pensou em empreender coletivamente? imagina ganhar dinheiro e de quebra ainda ajudar no desenvolvimento da sua comunidade, isso não é incrível? Dessa forma, as cooperativas trabalham visando não somente o bem individual, mas aspetos coletivos são de extrema importância para a permanência da mesma na comunidade.

As cooperativas vem com essa perspectiva de crescimento individual atrelado ao crescimento coletivo tornado o crescimento econômico, social muito relevante e mostra a relevância da difusão das politicas de desenvolvimento local.

Como surgiu as cooperativas?

As melhcooperativismoores ideias da humanidade surgiram em momentos difíceis, com o cooperativismo não foi diferente, o sistema cooperativista surgiu em Rochdale, em 1844 durante a revolução industrial, um grupo de 28 operários, desse total eram 27 homens e um mulher, eles se uniram para montar o seu armazém, o funcionamento era de forma simplificado e o objetivo inicial era formado pela união de pessoas que trabalham de forma colaborativa em busca dos mesmos ideais,  seus ideais é com o intuito de contribuir para o bem-estar coletivo.

O inicio de uma cooperativa  é iniciada quando um grupo de pessoas com objetivos em comum, se unem e formam uma organização, sendo que todos possuem a propriedade e por isso, são considerados com sócios. Assim, esse ciclo de criação e desenvolvimento da atividade geram benefícios para as pessoas, para a comunidade e para país.

Quais os princípios cooperativistas?

Para delimitar e estabelecer regras mundiais, foram criados os princípios cooperativistas, as mesmas originadas da primeira cooperativa em Rochdale, esses princípios são os seguintes:

Adesão voluntária e livre

Qualquer pessoa tem a liberdade de fazer a adesão em quaisquer cooperativas, essa adesão independe de cor, raça, orientação sexual, etnia, posição social e política. O individuo precisa atender a certos critérios e ter conhecimento através do estatuto da cooperativo os seus direitos e deveres como sócios.

Gestão democrática

Toda cooperativa é administrada de forma democrática, são formadas pelos cooperados através de eleições realizadas em períodos estabelecidos no estatuto, os membros elegem a diretoria através das assembleias gerais e cada sócio tem direito a um voto.

Participação econômica dos associados

As cooperativas trabalham economicamente com o capital social que nada mais é que as quotas integralizadas pelos sócios, que controlam a cooperativa democraticamente. Sendo comum, ao final do ano a divisão das sobras entre os cooperados.

Autonomia e independência

Esse principio é relacionado a independência das cooperativas e não estão ligadas ou dependentes a interferências governamentais, ou seja, são organizações controladas pelos membros.

Educação, Formação e Informação

Esse é um dos princípios mais importantes, já que ele garante aos cooperados a promoção de educação e formação dos membros. Assim, os membros podem contribuir de forma eficaz para o desenvolvimento das cooperativas.

As cooperativas levam tão a sério esse principio que, muitas vezes, essas formações são abertas par as comunidades, visando um benefício social de grande relevância.

Cooperação entre Cooperativas

Assim como existe dentro das cooperativas a ajuda mútua, essa ajuda deve ser estendida a outras cooperativas, para que o movimento cooperativista ganhe força e se auxiliem nas esferas locais, regionais, nacionais e internacionais.

Interesse pela Comunidade

As cooperativas são interessadas pelas comunidades na qual estão inseridas elas contribuem para a sociedade com geração de emprego, serviços oferecidos, preservação do meio ambiente, cursos e oferecimento de bolsas de estudo.

A importância das cooperativas no Nordeste

Através das cooperativas é fácil alcançar um maior número de pessoas desenvolvendo as oportunidades e potencialidades. A importância para o desenvolvimento econômico do Nordeste é expressiva, sendo o cooperativismo um verdadeiro marco, pois funcionam como uma mola propulsora de desenvolvimentos para os estados nordestinos.

Hoje, o cooperativismo nordestino é ferramenta indispensável para o desenvolvimento de enumeras cadeias produtivas, o setor movimenta cerca de R$600 mil por ano. Aa região nordestina existem muitos cases de sucesso, onde fica claro a importância do trabalho em conjunto e objetivos em comum.

=======================================================================================================

Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquias está no Instagram, no Linkedin.  Você pode se inscrever também no Canal do Youtube e assistir nossos PodCasts na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×