Home Gestão Música, saúde e gestão: mistura do barulho

Música, saúde e gestão: mistura do barulho

por Rodrigo Campelo
Música, saúde e gestão: mistura do barulho

A música tem um papel importante no varejo. você provavelmente nunca parou para pensar nisso. Música, saúde e gestão pode ser uma mistura do barulho.  A música tem algumas funções interessantes: ela entretém, tem uma função educacional importante  e também funciona como uma ferramenta de experiência sensorial.

Na saúde tem uma função importante também. O uso da música é poderoso recurso terapêutico transdisciplinar para a reabilitação, que foge dos modelos tradicionais de saúde e não deve ser negada aos pacientes, aos seus acompanhantes e até à equipe de profissionais de saúde, conforme Jeane Barros de Souza, enfermeira. Doutoranda no Programa de Pós Graduação em Educação e Saúde na Infância e Adolescência, da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Professora Auxiliar do Curso de Enfermagem da UFFS. Chapecó, SC – Brasil.

Nos negócios tem um papel importante também.Música, saúde e gestão: mistura do barulho

Se você já visitou uma loja e pensou “esse lugar é tão lindo que poderia morar aqui”, ou entrou em um carro zero e foi acometido por uma felicidade indescritível, mesmo com todo aquele cheiro de plástico (mais conhecido como cheiro de carro novo), com certeza foi uma vítima do chamado marketing sensorial. O termo engloba todas as artimanhas usadas no ponto-de-venda para atiçar os sentidos e (claro) incrementar as vendas.

Como a Música pode ajudar nas vendas?

A música funciona assim: o ritmo dita a forma como o consumidor reage nas lojas. No final do dia, por exemplo, quando as pessoas chegam estressadas e querem ir embora logo, a música calma faz com que elas permaneçam mais tempo no ambiente e estejam mais propensas a comprar.

Já durante a tarde, quando o público tem menos pressa e está quase que a passeio, um ritmo mais rápido ajuda a acelerar as compras.  “A música no varejo tem a mesma função da trilha sonora do filme”, reforça Glauco. “é importante para o varejo, é importante para o ambiente é fundamental para a saúde”, ressalta o músico.

Músico do barulho, mas ensino cuidadoso com crianças

A Negócio e Franquia tem acompanhado de perto os desafios vividos por diversas empresas, e tem acompanhado também as soluções e mudanças que surgiram para atender a nova cultura de consumo.

O baterista do Pato Fu, Glauco Mendes, é um exemplo de mudança. Skatista e um dos melhores bateristas do Brasil, toca atualmente na banda Pato Fu e no bloco Chama o Síndico. Em 2019 completou 25 anos com uma grande comemoração em Belo Horizonte.

Começou a carreira muito cedo e sempre teve uma ligação com a música e com o Rock. foi baterista do Tianastácia e viveu grandes momentos e viagens por grande parte do país.

Na pandemia com o fim dos shows e viagens, precisou se reinventar. Começou a dar aulas para crianças com necessidades especiais e hoje tem agenda completa . Foi uma mudança completa e isso fez com que pudesse experimentar novas experiências além do palco.

Para falar de como a música transforma, o fundador da Negócio e Franquia, Rodrigo Campelo vai fazer uma live no Intagram o Glauco Mendes para falar sobre música, saúde e gestão.

PARA NÃO PERDER

=======================================================================================================

Gostou deste conteúdo? Visite o portal, e descubra que existem muitas informações importantes que podem te ajudar a tomar a melhor decisão na hora de empreender.  Compartilhe com amigos e familiares e siga a gente nas redes sociais. A Negócio e Franquia está no Instagram, no Linkedin.  Você pode acompanhar no canal do Spotify e até mesmo baixar as músicas do Playlist do empreendedor. Se inscreva no Canal do Youtube e acompanhe a coluna independente na Rádio Super FM.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×