Home Notícias Corporativas Nutricionista destaca os principais suplementos para uma vida saudável

Nutricionista destaca os principais suplementos para uma vida saudável

por DINO

No mundo atual é cada vez mais comum as pessoas apresentarem deficiência de vitaminas e minerais devido a inúmeros fatores: dieta baseada em alimentos ultraprocessados, baixo consumo de alimentos frescos, alimentos menos nutritivos devido ao empobrecimento dos solos, excesso de estresse, dentre outros.  

Por outro lado, cresce a preocupação com a necessidade de alterar hábitos e adotar uma alimentação mais saudável, com reflexos positivos para a saúde. E, para quem deseja este novo padrão, o uso de suplementos alimentares pode ser um aliado. 

Importante sempre frisar que os suplementos têm caráter de complementação na dieta, para que a ingestão de nutrientes alcance as quantidades ideais diariamente, ou seja, eles não substituem os alimentos e devem ser conciliados com uma nutrição balanceada.  

“Os bons hábitos contribuem para a saúde e para o bom funcionamento do organismo como um todo. Os suplementos são capazes de fornecer doses concentradas de nutrientes fundamentais de forma simples e prática, ajudando assim no aporte destes componentes fundamentais É a tecnologia facilitando a boa nutrição. Importante sempre prestar atenção nos rótulos e procurar ajuda especializada para que os resultados sejam os melhores possíveis”, explica a nutricionista da Puravida, Alessandra Feltre. 

Apesar da individualidade e das necessidades especiais de cada indivíduo, existem nutrientes primordiais básicos que são amplamente recomendados pelos profissionais de saúde, já que a ingestão abaixo da ideal é generalizada na maior parte da população, como as vitaminas A, C, D, E, além do complexo B, magnésio, ômega 3, cálcio e zinco. 

Vale destacar que os produtos mais procurados entre os suplementos alimentares costumam ser aqueles ricos em vitaminas, colágeno e ômega 3, principalmente para atletas, mulheres e idosos. A nutricionista aponta algumas vitaminas importantes, em que alimentos podem ser encontradas e os males que a deficiência acarreta ao organismo, lembrando que todas podem ser facilmente absorvidas na forma de suplementos. 

A vitamina A é fundamental para o funcionamento do sistema visual, saúde das mucosas e do sistema imune e é encontrada especialmente no fígado, ovos, carnes, peixes, leite e derivados. Vegetais como a cenoura e batata-doce fornecem o beta-caroteno, que o corpo consegue converter em vitamina A. Sua deficiência afeta as estruturas epiteliais de diferentes órgãos, sendo os olhos os mais atingidos.  

A vitamina C é antioxidante e ajuda na imunidade: está em frutas como laranja, limão, acerola e em legumes como brócolis e couve. A falta pode diminuir a proteção do organismo aos radicais livres, prejudicar a eficiência da imunidade e prejudicar a síntese e manutenção do colágeno. 

Já a vitamina E tem função antioxidante e pode ser encontrada na semente de girassol, amêndoas e nozes. As vitaminas do complexo B são indispensáveis para a produção de energia (ATP), para o bom funcionamento do sistema nervoso e de diversos processos metabólicos. A sua falta pode acarretar em fraqueza muscular, cansaço, irritação, ansiedade, problemas nas mucosas, anemia e sistema imune menos eficiente. Estas vitaminas estão presentes nas carnes, ovos, folhas, vegetais, cereais integrais, sementes e leguminosas. 

O magnésio participa de mais de 600 reações químicas no organismo, participa da produção de energia, neurotransmissores, hormônios, auxilia as funções musculares e nervosas e as regulações da pressão arterial. Também é importante para a saúde óssea e pode ser encontrado em folhas verdes, spirulina, clorella, cacau, gergelim, cereais integrais, verduras, legumes e frutas. A sua deficiência pode provocar fraqueza, fadiga, dificuldades para relaxar e um metabolismo menos eficiente.  

O cálcio é o componente fundamental dos ossos e dentes e também participa das transmissões nervosas. É encontrado principalmente no leite e derivados, mas também em sardinhas (com espinha), sementes e folhas verdes. A falta pode ocasionar doenças graves relacionadas aos ossos, como a osteoporose. 

O ferro pode ser encontrado nas carnes em geral, como as vermelhas, frango, peixes e crustáceos, gema de ovo, feijão e outros legumes e vegetais verdes escuros. É um importante reforço para evitar a anemia. A falta de ferro pode provocar cansaço

O zinco fortalece o sistema imunológico, previne infecções e é importante para a síntese de hormônios. Pode ser encontrado em ostras, carne vermelha, frutos do mar e feijão e sua falta pode acarretar em queda de cabelo, impotência e problemas de cicatrização. 

Já o ômega 3, na forma de DHA e EPA, é encontrado em quantidades significativas  apenas em peixes e frutos do mar,  e nem sempre está presente na alimentação diária, por isso, a suplementação pode ser uma aliada: o ômega 3 é componente do cérebro e dos olhos, participa de inúmeros processos importantes do metabolismo, com destaque para o equilíbrio dos mecanismos inflamatórios. Boas quantidades desse nutriente contribuem para baixar os triglicerídeos. 

 

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

×