Home Notícias Corporativas Novos beneficiários já podem sacar parcela única do 13º

Novos beneficiários já podem sacar parcela única do 13º

por DINO

Após o adiantamento da primeira e da segunda parcelas, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pagou, em novembro, o valor integral do 13º salário a segurados que começaram a receber o benefício a partir de maio de 2022. Os valores são proporcionais à quantidade de meses em que o segurado passou a receber o benefício, seja referente a aposentadoria, pensão ou auxílio.

Segundo a autarquia do Governo, o 13º começou a ser depositado aos novos beneficiários no dia 24 de novembro, e os depósitos seguem até o dia 7 de dezembro, de acordo com o calendário oficial de pagamentos. Os segurados com direito a um salário mínimo (R$ 1.212) recebem primeiro. Já os beneficiários que recebem acima do piso nacional forams pagos a  partir do dia 1º de dezembro.

Assim como aconteceu nos últimos dois anos (2020 e 2021), a antecipação do benefício foi liberada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) no mês de abril. Com isso, os beneficiários que já receberam as parcelas entre abril e junho não recebem o pagamento no penúltimo mês do ano. No próximo ano, os novos aposentados e pensionistas receberão a gratificação com os demais beneficiários. Já quem recebe o auxílio por incapacidade temporária continuará recebendo de forma proporcional.

Segundo o INSS, ao todo, 31,6 milhões de segurados têm direito ao 13º. Hoje, a autarquia paga benefícios a 36 milhões de indivíduos, mas nem todos recebem a gratificação de fim de ano, como os beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada), por exemplo.

O instituto disponibilizou o aplicativo ou site “Meu INSS” para a consulta das datas e valores dos depósitos. Por meio do recurso, também é possível consultar o extrato de pagamento do benefício e a margem para o crédito consignado.

João Adolfo de Souza, proprietário da João Financeira – portal de notícias focado em informações para beneficiários do INSS -, destaca que a liberação não é para todos, pois alguns já receberam em abril e maio deste ano. “Apesar disso, a liberação do 13º é uma ajuda para quem começou a receber a partir de maio deste ano e pode contribuir para as despesas de fim de ano”.

De acordo com a pesquisa “Natal e Fim de Ano 2022 – Intenções de consumo e de comemorações dos residentes do Mato Grosso do Sul”, realizada pelo Sebrae/MS (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Mato Grosso do Sul) e IPF MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS), 72,9% dos consumidores pretendem comemorar o Natal, gastando cerca R$ 255,97. 

Além do mais, quase metade (49,4%) dos participantes pretendem presentear com um gasto médio de R$ 344,52. Já para as comemorações do Ano Novo, o gasto médio informado pelos entrevistados será de R$ 273,92. 

Na visão de João, o governo tem duas alternativas para o próximo ano: pagar o 13º antecipado, mas dar um benefício no fim de ano aos beneficiários, ou regularizar a gratificação natalina, pagando apenas no final de 2023: “Essa última medida, porém, seria negativa para os beneficiários, por conta do grande tempo de espera”.

Para mais informações, basta acessar: https://www.joaofinanceira.com.br/blog/

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

×