Home Notícias Corporativas Mais de 75% das empresas esperam que a IA afete suas estratégias de contratação

Mais de 75% das empresas esperam que a IA afete suas estratégias de contratação

por DINO
0 comentário

A Inteligência Artificial (IA) emergiu como uma tecnologia transformadora, capaz de revolucionar diversos setores, incluindo o empresarial. Embora a IA ofereça oportunidades significativas para aumentar a eficiência e gerar valor, ela também apresenta desafios relacionados à ética, segurança e substituição de funções humanas. Conforme o artigo “Now decides next: Getting real about Generative AI”, publicado pela Deloitte em abril de 2024, os impactos mais esperados na estratégia de talentos são o redesenho de processos (48%) e a melhoria ou requalificação (47%), e conforme apurado, mais de 75% das empresas esperam que a IA afete suas estratégias de contratação.

O relatório examina as tendências da inteligência artificial generativa, seus impactos nos negócios e os desafios previstos para 2024. Esta publicação é fruto de uma pesquisa realizada com 1.982 entrevistados, abrangendo desde diretores até executivos, em seis setores e seis países, entre janeiro e fevereiro de 2024. 

Segundo o relatório, a integração da Inteligência Artificial (IA) nas operações empresariais é considerada um marco significativo na evolução do comércio. Desde o aumento da eficiência por meio da automação até a promoção da inovação e a oferta de experiências personalizadas aos clientes, o potencial da IA é vasto. Embora seja necessário enfrentar desafios, incluindo os que envolvem deslocamento da força de trabalho, as organizações que superarem esses obstáculos, podem obter uma vantagem competitiva significativa. O cenário dinâmico da IA exige adaptação e aprendizado contínuos, à medida que as empresas exploram suas capacidades para transformar indústrias e impulsionar o crescimento econômico na era digital.

Nesse contexto, a Inteligência Artificial (IA) transformou as interações com os clientes por meio de chatbots, assistentes virtuais e recomendações personalizadas. Os chatbots oferecem suporte ao cliente em tempo real, reduzindo os tempos de resposta. Algoritmos orientados por IA analisam as preferências e comportamentos dos clientes para fornecer recomendações personalizadas de produtos, aumentando as vendas e a fidelidade dos consumidores. No entanto, é essencial manter um equilíbrio entre a automação e o toque humano para evitar a alienação dos clientes. “A automação inteligente dos processos, com métricas de performance guiadas sob propósito e valores intrínsecos humanos, é o caminho para a eficiência máxima de um time.” – diz, Cris Lindner,  Vice-Presidente de Inovação, Ciências e Tecnologias na Câmara Brasil-Portugal SC, fundadora da Innovati IO e criadora da Cristal, a primeira IA Designer de Futuro.

banner

Colaboração Humano-IA

A competitividade é definida como a capacidade de uma organização em cumprir sua missão com mais êxito do que seus concorrentes. Considerando que o impacto da Inteligência Artificial (IA) se torna cada vez mais evidente para empresas e sociedade, com transformações significativas em áreas como educação, energia, saúde e sustentabilidade, torna-se crucial compreender as dimensões estruturais do uso da IA no setor empresarial. No contexto do avanço global da IA, a competitividade das empresas nacionais enfrenta múltiplos desafios. Um desses desafios é a definição e implementação de uma estratégia para alcançar metas e objetivos de longo prazo. “A falta de estratégias adequadas representa um obstáculo para a incorporação das ferramentas de IA nos processos empresariais.”, conforme pontuado por Deiah Rodrigues, especialista internacional em Processos Gerenciais, CEO da Ela Acelera e Diretora de Operações da Optimize TI.

A Academia Brasileira de Ciências lançou, em 9 de novembro de 2023, o documento intitulado “Recomendações para o Avanço da Inteligência Artificial no Brasil”. A publicação foi elaborada por um grupo de trabalho composto por 16 pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, com o objetivo de mapear os desafios para o desenvolvimento de Inteligências Artificiais (IA) nacionais e indicar caminhos para seu uso responsável em todos os setores da sociedade onde possam ser aplicadas.

No setor de serviços, a Inteligência Artificial (IA) já é amplamente utilizada para atendimento a clientes e otimização de processos. Entretanto, Virgílio Almeida, coordenador do grupo, professor emérito de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pesquisador do Berkman Klein Center for Internet & Society da Universidade de Harvard, emite um alerta: “Utilizar IA apenas para substituir pessoas não é o que o país precisa. Devemos focar no aprimoramento das capacidades humanas, e não em sua substituição”.

A versatilidade é possivelmente a característica que melhor define a utilização da Inteligência Artificial (IA) nas empresas. As possibilidades de aplicação dessa tecnologia são atualmente quase ilimitadas, dada a ampla variedade de propósitos que ela auxilia a alcançar, aponta o documento.

Gestão de pessoas

Outro uso que justifica o crescimento da aplicação da inteligência artificial nas empresas é sua implementação direta na gestão de Recursos Humanos. 

O artigo “The True Value Of Data And AI In Human Resources”, publicado pela Forbes em dezembro de 2023, destaca os três principais usos dessa tecnologia:

  1. Facilitação do processo de tomada de decisão.
  2. Melhoria na prestação de serviços aos funcionários e candidatos em potencial.
  3. Aumento da eficiência do serviço de RH como um todo.

A justificativa para a resposta da IA à desafios tão variados nesse setor estratégico reside em seu grande poder de análise e interpretação de dados. Com a implantação de ferramentas de IA, o setor de Recursos Humanos está se tornando mais hábil em fornecer melhores experiências para os funcionários, além de agilizar processos e serviços de RH, esclarece o artigo.

Adicionalmente, a IA pode prever problemas futuros relacionados às pessoas, atuando como um sistema de alerta precoce, o que ajuda as organizações a preparar seus sistemas e processos para o futuro. Por exemplo, a IA pode prever um déficit de habilidades, permitindo que o RH aumente o recrutamento em áreas específicas.

Nesse contexto, aqueles que estiverem mais preparados para extrair das soluções em IA as respostas aos problemas nos negócios poderão conquistar os melhores posicionamentos.

 

Maiores informações: https://www.elaacelera.com.br

Posts Relacionados

A riqueza do varejo brasileiro, as tendências, as melhores práticas do mercado você só encontraca na Negócio e Franquia, descubra tudo sobre FRANQUIAS, SHOPPING CENTERS, EMPREENDEDORISMO, GESTÃO, NEGÓCIOS, CULTURA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CONHEÇA AS POLÍTICAS PÚBLICAS para o mundo dos negócios.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por 77Prime Labs

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais