Home Notícias Corporativas Leão divulga as regras para o Imposto de Renda da Pessoa Física 2024

Leão divulga as regras para o Imposto de Renda da Pessoa Física 2024

por DINO
0 comentário

O prazo para acertar as contas com o Leão se inicia neste mês, no dia 15, e o prazo final é em 31 de maio. Para a edição de 2024, aumentaram as regras relativas à obrigatoriedade: as pessoas físicas que tiveram rendimentos isentos e não tributáveis que ultrapassarem R$ 200 mil no ano de 2023 terão que entregar a declaração do imposto de renda. Antes, o limite era de R$ 40 mil.

Há também outras novidades relacionadas à obrigatoriedade de entrega: o limite de rendimentos tributáveis passou de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90. Além disso, o limite de obrigatoriedade em relação à Receita Bruta da Atividade Rural passou de R$ 142.798,50 para R$ 153.199,50. Outra regra de obrigatoriedade que foi alterada está relacionada aos bens e direitos.

“Anteriormente, as pessoas físicas com posse de bens e direitos de R$ 300 mil precisavam declarar, agora esse limite foi aumentado para R$ 800 mil no ano”, explica Juliano Garret, diretor fiscal da Econet Editora, empresa que produz conteúdo contábil. Ele acrescenta que, segundo a própria Receita Federal, essas alterações estão relacionadas à Lei nº 14.663/2023, que aumentou o salário-mínimo e modificou valores na tabela progressiva do imposto de renda.

Principais dúvidas dos contribuintes

banner

Pensando nas dificuldades para adequação às novas regras, a Econet Editora lançou, na última quarta, dia, 6, para seus mais de 50 mil assinantes, uma nova área especial no site da empresa. O hotsite tem o objetivo de trazer explicações e um maior detalhamento sobre as novas regras de entrega da declaração. A Econet realizou também, neste dia 6, uma live aberta ao público para esclarecer as principais dúvidas sobre o tema. O conteúdo está disponível no canal do YouTube.

Na avaliação de Juliano Garret, diante dos novos desafios e da necessidade de se manter atualizado, o contador continua desempenhando um papel fundamental para auxiliar os clientes no preenchimento e entrega de mais essa obrigação. “Além disso, deixar para última hora acarretará em prejuízos para o contribuinte. Portanto, aqueles que não se sentirem capacitados para preencher a declaração sozinhos, devem buscar um contador o quanto antes”, aponta.

As regras de priorização para restituição

Como no ano passado, a priorização para restituição segue esta ordem: contribuintes idosos com idade igual ou superior a 80 anos, idosos com idade igual ou superior a 60 anos, pessoa com deficiência e portadores de moléstia grave, contribuintes cuja renda maior seja o magistério, contribuintes que enviarem suas declarações pré-preenchidas e/ou por pix.

Mudanças nas fichas da declaração

Na declaração deste ano, há um maior detalhamento na Ficha de Bens e Direitos, especialmente em relação à identificação de cripto ativos. Segundo a Receita Federal, houve a inclusão de uma relação de códigos cripto ativos diretamente no programa da declaração, bem como informações sobre custódia e obrigatoriedade do CNPJ do não custodiante.

Operações com o Exterior

Inclusão de opção pela individualização e atualização dos bens no exterior, obrigatoriedade de identificação dos bens do trust e tributação de aplicações e fundos de investimentos no país.

 

Posts Relacionados

A riqueza do varejo brasileiro, as tendências, as melhores práticas do mercado você só encontraca na Negócio e Franquia, descubra tudo sobre FRANQUIAS, SHOPPING CENTERS, EMPREENDEDORISMO, GESTÃO, NEGÓCIOS, CULTURA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CONHEÇA AS POLÍTICAS PÚBLICAS para o mundo dos negócios.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por 77Prime Labs

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais