Home Notícias Corporativas Consumo de vinho deve ser maior com a Black Friday e Copa do Mundo

Consumo de vinho deve ser maior com a Black Friday e Copa do Mundo

por DINO

A expansão do e-commerce vem mudando os hábitos de consumo dos brasileiros. Entre a variedade de produtos presentes nas prateleiras digitais, o vinho tem sido uma das bebidas de maior destaque, inserido em uma das categorias de produtos mais vendidos na internet em 2021, de acordo com relatório desenvolvido pela NielsenIQ Ebit. Só no primeiro bimestre deste ano, foram 1,2 milhão de litros de vinho vendidos, quantidade 34% maior que a contabilizada em igual período do ano anterior, conforme a Uvibra (União Brasileira de Vitivinicultura).

Para este ano, a tendência é de fechamento positivo e superior ao ano passado, se considerado que a categoria de bebidas vem se mantendo entre as 10 mais populares mesmo com a crise provocada pela pandemia de Covid-19. Dados da Behup, compilados em um termômetro de consumo elaborado e divulgado pela Globo, confirmam a perspectiva: 32% dizem aumentar os gastos com bebidas até dezembro.

O termômetro de consumo divulgado pela Globo mostra, ainda, que os impulsores para o crescimento da venda de bebidas são a Black Friday, a acontecer na última sexta-feira de novembro, ocasião para a qual 72% demonstram interesse de compra, e a Copa do Mundo, com data de início marcada para o dia 20 do mesmo mês, onde 56% dizem que vão adquirir produtos para uso especial durante os jogos.

Eduardo Souza, diretor business unit de digital da Evino, e-commerce brasileira de vinhos, diz que o crescimento da venda de vinhos via internet se dá em razão da diversidade do catálogo disponível. “O mercado digital tem diversos atrativos de forma geral, o primeiro deles é a sua capacidade de ampliar as opções que o consumidor pode ter, o que acaba sendo um contraponto ao mercado físico”.

“Outro atributo desse espaço é o uso da inteligência de dados para direcionar a comunicação de forma personalizada”, de modo a apresentar ao cliente o vinho exato que ele está interessado em comprar ou relacionado”, completa Souza, ressaltando que o mercado de vinhos vem se aprimorando a cada dia e a presença no e-commerce é prova disso – “tanto que, muito breve, o consumo de vinho atingirá 3 litros per capita”.

No primeiro semestre de 2022, já de acordo com a última edição do Webshoppers, da NielsenIQ Ebit, a categoria de bebidas teve crescimento expressivo e ganhou ainda mais importância no período, cuja variação foi de 128%, ou seja, foi o segmento que mais teve destaque no e-commerce brasileiro, números que devem ser elevados a com a Black Friday e com a Copa do Mundo.

“A Black Friday tem potencial de vendas e faturamento muito grande em todos os setores do comércio. No caso de vinhos, o atrativo está em duas situações: a primeira é a possibilidade de trazer cada vez mais entrantes a esse mundo; e a segunda, claro, para os amantes da bebida que têm na Black Friday oportunidades atrativas de investir em rótulos específicos e mais selecionados”, pontua o diretor business unit de digital da Evino. “Com a Copa do Mundo, entre novembro e dezembro, as estratégias das empresas se unificam ao tema. A Evino, por exemplo, traz o ex-jogador Cafu como garoto propaganda das ações nesse período, com objetivo de manter o ritmo de consumo”.

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

×