Home Empreendedorismo 7 lições que você pode aprender com o filme

7 lições que você pode aprender com o filme

por Rodrigo Campelo
7 lições que você pode aprender com o filme

O filme Fome de Poder traz algumas lições que valem a pena conhecer. Selecionamos 7 lições que você pode aprender com o filme.

Normalmente quando pensamos em empreender, parece que é uma tarefa fácil, mas a realidade é outra. Se você não for uma pessoa persistente, dificilmente sua empresa saíra do papel.

7 lições que você pode aprender com o filme

Grandes ideias muita gente tem, mas poucos conseguem colocá-las em prática e alcançar o sucesso. Pensando na realidade do mundo dos negócios, neste artigo, trouxemos 7 lições que extraídas do filme Fome de Poder (The Founder). Atenção contém spoilers!

O que é a história

O longa-metragem Fome de Poder é baseado na história da maior rede de franquias do mundo, o McDonald’s.

Atualmente, a rede lanchonetes McDonald’s tem cerca de 40 mil unidades espalhadas por 118 países. Entretanto, nem sempre foi assim! O começo foi simples e só depois de anos de muito trabalho, que a rede de franquias conseguiu se tornar o que é hoje.

Na primeira cena do filme, podemos ver Illinois Ray Kroc (Michael Keaton), tentando vender uma máquina que faz milk shake, mas ele não está obtendo sucesso.

7 lições que você pode aprender com o filme

O jogo começa a virar quando os irmãos Richard e Maurice McDonald, que tinham uma lanchonete em São Bernardino, sul da Califórnia, fazem o pedido de seis desta máquina,

Ao chegar ao local, Kroc, é surpreendido pelo modelo de atendimento e pela movimentação de clientes fora do comum. Vendo ali uma grande oportunidade de investir, ele convence os McDonald a franquear o negócio.

A partir disso, ele se torna o representante da marca. Com o tempo, o então vendedor vai eliminando os irmãos da rede e cria seu império multimilionário.

Quais são as melhores estratégias de Kroc para alcançar seu objetivo?

“o McDonald’s pode ser a nova igreja americana. E não estará aberto apenas aos domingos”, quem criou essa frase foi Ray Kroc, foi ele viu o potencial daquele negócio – enquanto os irmãos eram apaixonados pelo produto e não tinham a visão que o vendedor tinha.

 

Confira as lições que o filme Fome de Poder nos dá sobre empreendedorismo e saiba o que você deve fazer para se tornar um empreendedor de sucesso!

1. Coloque em prática sua ideia

Os irmãos Macdonald, tinham na década de 1940, um modelo de produção inovador chamado Speedee e optaram por usá-lo somente em um restaurante ao invés de ter vários.

O que aconteceu? Alguém que reconhecia o potencial daquele negócio resolveu revolucionar e expandiu a marca por meio do modelo de franquias.

No mundo dos negócios, muitas vezes as pessoas são gananciosas, se você só tem uma boa ideia, mas não pensa em trabalhar na melhoria dela, outra pessoa vai encontrar uma solução melhor para desenvolvê-la e vai passar na sua frente.

2. Seja persistente no seu negócio

Durante o filme você pode ver várias cenas em que as portas se fecham para Kroc, ele recebeu muitos “nãos” antes do seu negócio dar certo.

Mesmo ele sendo uma pessoa extremamente gananciosa e não tendo uma conduta ética exemplar, não podemos negar que Ray é a persistência em pessoa. Ele venceu muitas barreiras e insistiu tanto em seus propósitos que se tornou um bilionário.

3. Tenha coragem de investir e esteja aberto para mudanças

Não faltou oportunidade para irmãos McDonald, fundadores da marca, expandirem seu negócio. Porém, o medo não deixou que eles desenvolvessem sozinhos. Foi preciso que um representante tivesse a coragem de hipotecar a própria casa para investir no que os próprios fundadores não acreditavam.

Resultado: Kroc se tornou um bilionário e os irmãos saíram de cena.

4. Esteja aberto para mudanças

Empreender não é sinônimo de perder sua vida pessoal, mas com certeza você vai precisar abrir mão de muita coisa. No filme, tanto os dois irmãos, quanto Ray Kroc tiveram que se adaptar às grandes mudanças para se dedicar ao McDonald’s.

5. Busque soluções para os clientes

O filme mostra o quanto o atendimento no drive-in da época era péssimo. Ao visitar o McDonald’s, Kroc, como cliente, encontrou a solução dos seus problemas. Comida rápida, de qualidade, de baixo custo e servida em questão de poucos minutos.

Se a empresa dispõe de um serviço que favorece o cliente, ele provavelmente vai ficar satisfeito, irá voltar mais vezes e ainda divulgar a sua marca para outras pessoas. Por isso, mostre que a sua marca se preocupa com o bem-estar do seu público consumidor.

6. Negocie cuidadosamente cada contrato

Ray Kroc aceitou fazer um acordo, onde ficou definido que todas as decisões deveriam passar pelos irmãos e que 1% dos ganhos da franquia ainda seriam destinado aos MacDonald. Ao invés de escrever e assinar um contrato, o que eles fizeram? Deram um belo aperto de mão.

Esse gesto pode ser reconhecido por lei em alguns países – o que não é o caso do Brasil – mas, mesmo assim, não é aconselhável fazer somente esse tipo de contrato.

Depois do acordo, Kroc proibiu legalmente os irmãos de usarem seu próprio sobrenome. Richard e Maurice não conseguiram provar nada, desta forma, o pedido de quaisquer royalties da marca McDonald’s foi negado. Assim, os irmãos ficaram apenas com o valor da venda.

Moral da história: não confie em ninguém quando se trata de negócios. A maioria das pessoas tende a olhar apenas seus próprios interesses. Para garantir o que é seu por direito faça contratos oficiais, que sejam reconhecidos por lei.

7. Idade não mede o tamanho do seu sonho

Sabe quantos anos Ray Kroc tinha quando começou no mercado de franquias? 52! Na atualidade, muitas pessoas pensam que já passaram da idade de correr atrás daquilo que elas acreditam, mas o filme Fome de Poder vem nos contar uma história diferente: o sucesso de um homem após os 50 anos.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×