Ditados populares que ajudam os negócios

0
Ditados que ajudam a empreender

Existem ditados populares que podem ajudam os negócios. Os ditados populares são frases ou expressões consideradas por muitos como sábias, por serem culturais. Ou seja, por transmitirem experiências e conhecimentos. Enquanto, para outros, os ditados são considerados como uma forma de inovar o diálogo, deixando-os em alguns casos mais cômicos, ou mais diferentes.

O conhecimento transformado em ditado pode te ajudar a entender que caminhos tomar. Já parou para pensar nisso?

A pressa é inimiga da perfeição ou Olho do dono é que engorda o boi

Olho do dono que engorda o boi

O conhecimento popular está ligado a experiência e conhecimento.

Alguns ditados populares que ajudam nos negócios

1. Para um bom entendedor, meia palavra basta

Esse ditado é para aquela pessoa que presta atenção no que foi dito. Nem precisa terminar a frase a já entendeu tudo. Como dizia meu velho pai, é um cara que toca de ouvido.

2. De grão em grão, a galinha enche o papo

Não tem jeito de atingir o resultado de uma vez só. Se for comer tudo sozinho vai engasgar e se empanturrar. Esse ditado mostra que seu objetivo pode ser alcançado se for cauteloso, tiver paciência e calma para a conquista. Seguir etapas é um treinamento muito bom para não pular procedimentos.

3. Por ele eu ponho minha mão no fogo

Confiança é a base de qualquer negócio. É preciso confiar no seu chefe, no seu colega e nas pessoas do seu time. Quando dizemos que colocamos a mão no fogo, estamos exaltando a confiança e afirmando que pode confiar no que aquela pessoa está falando.

4. Quando um burro fala, o outro abaixa a orelha

Quando todo mundo fala junto ninguém escuta ninguém. Esse ditado mostra que é preciso aprender a escutar antes de dizer qualquer coisa. É importante conhecer o conteúdo do que está sendo dito para evitar cair em armadilhas ou tomar decisões precitadas.

5. A pressa é inimiga da perfeição

Basicamente, essa é uma frase bem “conselho de avó”. Ela é usada para aconselhar alguém, por exemplo, para não fazer as coisas rápidas e sem qualidade. Ou seja, melhor atrasar o serviço, do que entregar algo mal feito.

6. À noite todos os gatos são pardos

A noite a visão fica turva e podemos confundir o que estamos enxergando. Para justificar atitudes impensadas ou minimizar o impacto do que foi dito, esse ditado serve para amenizar e explicar a tomada de decisão apressada.

7. Deus escreve certo por linhas tortas

Basicamente, essa expressão tem um caráter religioso, e é usada para expressar que de algum modo, tudo dará certo no final. Pode também explicar que as dificuldades que você está vivendo foi uma escolha sua.

8. Quem com ferro fere, com ferro será ferido

Essa basicamente, quer dizer que o destino te devolve tudo que você faz. Ou seja, se você agir de modo negativo para com as outras pessoas, consequências negativas chegarão também um dia até você.

9. Um dia é da caça, outro do caçador

Enquanto essa expressão significa que a vida pode lhe oferecer dias bons e outros ruins. Portanto, sem abaixar a guarda nesses dias ruins, porque os bons também virão.

10. Cada macaco no seu galho

Essa expressão quer dizer, basicamente que cada pessoa deve ficar no seu canto, ou melhor, cada um deve se preocupar somente com aquilo que lhe diz respeito. Não adianta achar que é um cara muito bom financeiro e no marketing e na operação. É preciso ter boas pessoas para atingir resultados melhores. Quando tem pessoas preparadas que conhecem bem o trabalho, podemos afirmar que cada macaco ficou no seu galho e fez um excelente serviço.

11. Casa de ferreiro, espeto de pau

Quando temos habilidades não utilizamos esse conhecimento em favor próprio. Normalmente ajudamos amigos, colegas e pessoas que nos pedem. Mas em algum momento esquecemos de usar aquele conhecimento com a gente.

12. Mente vazia, oficina do diabo

Ficar sem fazer nada, sem atividades por um longo período pode ser o começo do fim. Você esquece das coisas boas que aprendeu e como lidar com os desafios que a vida te apresenta. Quem fica à toa começa a pensar coisas ruins, ou negativas.

Você conhece algum ditado que não está aqui? Escreva nos comentários e vamos pesquisar e ampliar nossa lista de ditados. Ah não esquece de seguir a gente na Rádio Super FM. Toda segunda e quarta a coluna Negócio e Franquia traz novidades para você.

8 motivos para desistir de comprar franquia

1

Todo mundo quando vai fazer um investimento busca respostas mágicas. Trouxe 8 motivos para desistir de comprar uma franquia. Quase todas as pessoas que sentam comigo, querem a resposta mágica de qual melhor franquia para investir.

As situações e condições do rompimento do contrato são bastante diversas. As cláusulas também variam para cada rede. O franqueador, assessorado por um advogado, coloca as condições mais convenientes, como multas, para resguardar sua marca.

Como na franquia o relacionamento é de médio a longo prazo, o candidato deve avaliar tudo muito bem antes da assinatura do contrato e, se tiver dúvidas, é melhor não arriscar. Arrepender-se após a tomada da decisão pode causar prejuízos para todos os lados.

O sonho pode virar pesadelo

Dúvidas que vão surgir no caminho
Dúvidas que vão surgir no caminho

Para muitos candidatos a empreendedores, a franquia geralmente se mostra um modelo ideal por não precisar começar do zero com a preocupação de investir em marketing e na imagem da marca.

Além disso, o franqueado se compromete em ajudar na gestão do negócio. Dessa forma, para aqueles que desejam se aventurar em um negócio próprio, o sistema de franquias é uma boa opção, pois empreender no sistema de franquias aumenta as chances de sucesso. O empresário conta com a facilidade de receber um negócio que já foi testado.

Ter cuidado na leitura da COF – Circular de Oferta é uma sugestão muito interessante para quem ainda busca certezas para começar a empreender.

Na Lata

Vamos alinhar uns trecos? Franquia não é um investimento, é um negócio. E por isso deve ser tratado como tal. Com riscos e claro com sua disponibilidade na operação e no trabalho.

Para você não começar um negócio de forma errada, vamos citar algumas coisas que podem fazer você desistir de se tornar um franqueado?

  1. Franquia não é um investimento, é um negócio e você terá que trabalhar muito nele. Não existe esse trem de ficar em casa comendo pipoca e tomando guaraná enquanto o negócio funciona sozinho. Você precisa se dedicar a ele.
  2. Você não ficará rico com a franquia. Pelo menos não com uma loja. Tem que se dedicar, terá que trabalhar muito para crescer e para começar a ver a cor do sonhado dinheirinho.
  3. Franquia não faz milagre. Isso você encontra em outro lugar, não nos negócios.
  4. O retorno financeiro não é imediato – Você verá um dinheirão indo embora para implantação da unidade e o retorno voltará devagarzinho com o passar do tempo. Tenha estômago.
  5. A franquia não traz clientes. Você compra uma marca, mas ela não traz clientes. Esse papel é seu. Vá para rua, faça parcerias, crie motivos para seus clientes irem te visitar. Entrou na loja, não perca venda.
  6. O franqueador não vai cobrir suas férias – A franqueadora não vai gerenciar o seu negócio. Isso terá que ser feito por você. Se sair de férias, planeje antecipadamente e esteja pronto para todo tipo de problema.
  7. Você vai ter que trabalhar quando todo mundo tá se divertindo. Seus finais de semana não serão mais os mesmos. Provavelmente terá que trabalhar fora do horário comercial, quando os clientes estão com mais disposição para consumir.
  8. Não vai ser do seu jeito. Por fim, mesmo o negócio sendo seu, não poderá fazer do seu jeito. No modelo de franquias existem regras que você precisa seguir.

Assustou?

Se não assustou, provavelmente seu primeiro passo em direção ao negócio franquia está no caminho certo. Procure uma assessoria e faça um trabalho de acompanhamento.

Pergunta Mágica – Qual franquia devo comprar?

1

A pergunta mágica que todo mundo me faz quando me encontram é: qual a melhor franquia para comprar? Provavelmente você já fez essa pergunta algumas vezes. É importante a gente deixar claro: Não existe mágica ou milagres nos negócios.

Não dá pra dizer que a franquia A ou B são boas sem entender o seu perfil e o seu potencial financeiro. É importante avaliar uma série de fatores que possam te ajudar a tomar a melhor decisão. Franquia não é investimento. Pra investir recorra a CDB, ações ou a instituições financeiras.

Franquia é um negócio que depende exclusivamente do seu empenho, da sua disponibilidade e do seu controle.

Como você acabou de ver, não há milagre. E sim muito trabalho.

Pergunta Mágica

Desconheço quem tenha ganhado dinheiro apenas comprando a franquia. Mas conheço muitos que perderam usando essa ideia fictícia de que o negócio funciona sem o tempo e os olhos dela.

Como dizia minha avó os olhos do dono que engordam os bois.

 

Para comprar uma franquia é necessário responder a algumas perguntas:

  1. Você tem o perfil empreendedor?
  2. Como você lida no momento de risco?
  3. Quais os segmentos que tem aderência ao seu perfil?
  4. E por fim, quanto você tá disposto a investir nesse negócio?

Uma empresa mineira criou a Jornada do Empreendedor para auxiliar pessoas com intenção de entrar para o ambiente de franquias. Com base nessas informações as chances de acertar aumentam e você poderá correr riscos calculados.

Algumas perguntas que precisa fazer antes de começar um negócio

  1. Como será a remuneração da franqueadora?
  2. Como será a divisão de território para atuação da franquia?
  3. Como funcionará o abastecimento da unidade?
  4. Há fornecedores homologados ou o franqueado terá que desenvolver sua própria rede de fornecedores?
  5. Quais são as regras de sucessão e repasse de franquias?
  6. O que é esperado do franqueado e o que o franqueador vai oferecer como contrapartida?
  7. Quais são os suportes que a franqueadora vai oferecer?
  8. Qual é o plano de expansão da franqueadora, quanto tempo ela tem de mercado e Como os franqueados atuais estão em relação ao resultado do negócio?
  9. Eles já tiveram retorno do investimento e em qual prazo isso ocorreu?

Alimentos saudáveis crescem no empreendedorismo

0

Quem quer mudar de vida em 2020? Certamente, a maioria das pessoas tem esse desejo, seja no âmbito pessoal ou profissional. Se você está no time dos que desejam empreender, mas ainda tem alguns receios, a história da empresária, Fátima Borges, de Santos, SP, o inspirará, acredite. Alimentos saudáveis crescem no empreendedorismo.

Após 35 anos de serviços prestados em multinacionais, com atuação no Porto de Santos, ela começou a pensar em um plano B para sua vida profissional. A ideia, desde o início, era apostar em uma franquia, um negócio onde ela conseguisse administrar, em paralelo, no início, com a sua carreira. Com mais cinco colegas, iniciou uma série de pesquisas. Inicialmente, pensaram em uma cafeteria e, posteriormente, olharam para o mercado de chocolates. Contudo, acabaram descobrindo o nicho de alimentação saudável e orgânicos, onde a identificação foi imediata. Assim, em setembro de 2017, firmaram contrato com a rede Terra Madre – Orgânicos e Saudáveis e, seis meses depois, a loja, localizada no Gonzaga, em Santos, foi inaugurada. “Nesse período inicial, éramos as seis sócias cuidando do negócio, onde cada uma tinha sua área de atuação”, comenta.

Porém, alguns meses depois, a sociedade foi desfeita e Fátima assumiu a operação da franquia. Com isso, passou a se dedicar integralmente ao seu próprio negócio e o plano B tornou-se o plano A. “Apaixonei-me pela loja em menos de um mês.”

O local

Com cerca de 440m2, o espaço conta com dois andares totalmente dedicados a itens saudáveis e orgânicos. No térreo, existem mais de seis mil produtos comercializados pela Terra Madre. No local, também é possível se deliciar na cafeteria, que oferece iguarias frescas e preparadas cuidadosamente. “Organizei o espaço pensando com carinho no momento daquele lanche saudável. Oferecemos aos nossos clientes, neste espaço, doces e salgados preparados sem açúcar, sem glúten, sem lactose e extremamente saborosos”, explica Fátima, que começou a trabalhar aos 13 anos em uma loja especializada em itens de cristal e, um ano depois, passou a auxiliar na administração da loja, e é formada em administração de empresas, contabilidade e direito. “Já o piso superior é reservado para diferentes tipos eventos. Porém, nosso grande objetivo é desmistificar a alimentação saudável para que todos possam alcançar uma boa longevidade, com muito mais saúde.”

Reconhecimento

Para o gestor de franquias da empresa, Artidonio Gomes Oliveira, a estratégia adotada pela franqueada vem dando certo e, o melhor, comprovada por números. Segundo ele, a loja bate recordes de venda, sendo a primeira a conseguir 100% no check list da consultoria, o que significa que seus processos de gestão seguem fielmente as orientações da franqueadora, resultando em crescimento de faturamento. “Isso coloca a loja como exemplo para toda a rede”, afirma o executivo.

Para Fátima, o crescimento mensal de 15% nas vendas e o público presente na loja (aproximadamente três mil pessoas por mês) são fruto do trabalho meticuloso realizado por sua equipe em parceria com o time da franqueadora. “Definitivamente, ninguém faz nada sozinho. Tenho orgulho da minha equipe e estou muito satisfeita com o modelo do negócio. Esta segurança e a relação que estabelecemos me motivam para, em breve, apostar na abertura de uma segunda loja em Santos”, relata a empreendedora, que investiu aproximadamente R$ 400 mil e, nove meses depois da inauguração, já havia recuperado este valor.

Mudanças

Não foi apenas a vida profissional que mudou. A pessoal passou por uma verdadeira transformação, fruto do tempo dedicado aos estudos dos produtos que vende. “Percebi que eu mesma precisava promover mudanças que melhorassem minha qualidade de vida. E graças a elas e a uma cirurgia bariátrica, emagreci 50kg. Além disso, isto se estendeu as minhas duas filhas, que desenvolveram intolerância à lactose já fase adulta. Então, todos nós partilhamos da ideia de termos uma vida mais saudável. Meus netos, por exemplo, só comem quitutes sem açúcar.”

Sobre a Terra Madre – Orgânicos e Saudáveis

Alimentos orgânicos e saudáveis ganham espaço no empreendedorismo.

De acordo com Leila Oda, sócia-fundadora da franquia, para 2020 a expectativa é chegar a 40 lojas, sendo que o plano de expansão prevê o crescimento da rede em espiral. As duas primeiras unidades franqueadas foram abertas no Estado de Goiás, berço da marca. Hoje, conta com lojas nas cidades de São Paulo (SP); Santos (SP); São Luiz (MA); Brasília (DF); Goiânia (GO); Vila Velha (ES); Uberlândia (MG), Fortaleza (CE); Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS).

O investimento inicial varia entre R$ 280 mil e R$ 400 mil. Segundo Leila, esta variação ocorre por conta das peculiaridades de cada localidade e o ponto. Já o faturamento médio mensal está estimado em R$ 120 mil, com retorno do investimento entre 24 e 36 meses. “O fato é que saúde não é modismo. É, na verdade, um movimento sem volta. A quantidade de informações disponibilizadas em todos os meios, principalmente internet, tem deixado as pessoas mais conscientes sobre o que comer e, o mais importante, o porquê disso tudo. Elas descobriram que gastar um pouco a mais com alimentos que trarão benefícios para a saúde é uma inteligente forma de economizar no futuro com medicamentos. O mercado de saudáveis tende a crescer mais e de forma cada vez mais acelerada e o segmento de orgânicos sem dúvida acompanhará esse movimento”, finaliza Leila.

Regionalização é futuro da franquia

0
Encontrar a melhor cidade pode ser uma oportunidade para novas franquias

Regionalização é futuro da franquia. Ir para o interior é a saída de crescimento para as redes de franquias. Acreditam que a qualidade de vida será uma grande oportunidade para seus futuros franqueados.

Melhor do que pedir uma resposta certa é ter a pergunta certa. Muitas vezes temos a reposta para um monte de coisa e que não levam a nada. Em outros momentos podemos fazer a pergunta que pode mudar toda história.

a busca pela qualidade de vida tem sido a alternativa para novas franquias
O caminho para o interior é próspero

O setor de franquias acelera o movimento de expansão de marcas e unidades do negócio para o interior do Brasil. Entre os principais aspectos que influenciam os empresários a ampliar suas operações, está o custo de vida mais baixo e o surgimento de ambientes seguros para a inauguração das novas lojas.

O movimento de interiorização de franquias também deve se fortalecer em 2020.

Percebendo como muitas das grandes capitais já estão saturadas e demandam uma estrutura muito cara, redes de franquias estão investindo em cidades do interior. Para aproximar as marcas do público que vive no interior do estado, boa parte das franqueadoras que estão trabalhando na interiorização, estão investindo em microfranquias ou modelos de negócio com investimento reduzido.

Com isso, as franquias esperam alcançar cidades que tenham índices de desenvolvido atrativos (muitas vezes, superiores a alguns bairros das grandes capitais), reduzir os custos e a competitividade e obter uma rentabilidade maior.

Você sabia que existem franquias que buscam empreendedores no interior de Minas Gerais?

Então…Para não dizer que não teve ajuda ai vão algumas delas que vale a pena pesquisar

  1. Fenzo – Venda de Óculos de sol a preços acessíveis
  2. Arranjos Express – Conserto e personalização de roupas
  3. Baloné – Bijouteria fashion
  4. Bob´s – Alimentação fast food
  5. Casa do Construtor – Locação de equipamento para construção
  6. Depyl Action – Depilação
  7. Kumon – Metodologia de ensino
  8. Outlet Lingerie – Moda íntima

Tá vendo como o dia de se tornar empreendedor tá ficando mais fácil? Quer ter certeza que tá fazendo um bom negócio? Avalie o segmento e o investimento que terá que fazer. Procure uma assessoria.

Cruzeiro contribui para o ambiente de negócios

0
Cruzeiro contribui para o ambiente de negócios

Cruzeiro contribui para o ambiente de negócios. O time está dando uma aula de gestão. Com 99 anos de existência e muitos títulos e com diversos concorrentes, podemos afirmar que a história deste time de futebol servirá como exemplo para os negócios. Mas lembre-se vamos separar paixão da razão. Tenha em mente que a Gestão é a palavra chave de qualquer negócio.

Um dos principais motivos para a não migração dos clubes da estrutura de associação civil para a de sociedade anônima, até hoje, é a desvantagem no pagamento de impostos. Enquanto uma associação está isenta de IRPJ e CSLL e paga alíquotas reduzidas de PIS e Cofins, uma empresa convencional paga as alíquotas cheias.

Avançar ou recuar depende exclusivamente da tomada de decisão. O resultado do time hoje trouxe um novo ingrediente para esse bolo: A Crise.

Nelinho ídolo do Cruzeiro
Nelinho ídolo do Cruzeiro – Imagem feita pela www.Jovempan.com.br

Hoje percebemos que a raposa vive uma grande crise de imagem, crise institucional, crise política/financeira e um desconforto para os clientes, digo para a torcida que é a insegurança do que vai acontecer.

Não há milagre no mundo dos negócios.

Independentemente da paixão, a gestão cautelosa é fundamental para prosperar ou não no ambiente de negócios. O Cruzeiro Esporte Clube, mesmo sendo um time de futebol, com todas as regalias tributárias e entrada de recursos, vive talvez nos dias de hoje o pior momento de sua história.

Afirmo com convicção que neste momento não existe um salvador. As divergências de opiniões podem ser a espinha dorsal das dores vividas pelo time hoje. Essa talvez seja a maior contribuição para o ambiente de negócios.

Mas vamos ao que interessa.

Gerir um time de futebol é igual a cuidar de uma empresa. Existem algumas semelhanças entre a estrutura hierárquica do futebol com o mundo dos negócios. A Torcida são os Clientes. O Clube é a Empresa. Os Dirigentes são os Diretores. Os Técnicos são os Líderes. Os Árbitros são as Normas e regras. Os Jogadores são os funcionários e o Gol é o Objetivo da empresa.

É importante ressaltar que existem dentro dos times muitos executivos e empresários o que daria uma certa tranquilidade de gestão por causa do conhecimento e experiência. Mas o que deu errado?

Para gerir uma empresa ou um negócio é importante seguir 13 passos importantes:

Pense de forma sistêmica e não apenas no próprio umbigo;

A conduta na gestão da empresa afeta diretamente o funcionamento da operação e os resultados que serão entregues. Ter uma gestão qualificada pensando no todo é fundamental para ter sucesso. Quando os interesses pessoais sobrepões os interesses corporativos, existem grandes chances de dar errado.

Perceba seu papel dentro de uma rede de relacionamentos

Toda Organização tem um papel importante no ambiente formal e até mesmo no ambiente informal. É preciso conhecer o papel da instituição dentro dessa rede de relacionamento para definir as melhores estratégias de atuação.

Promova o aprendizado coletivo e faça com que o conhecimento seja compartilhado

Não ser o dono da verdade é fundamental para aprender e encontrar novos caminhos. Trocar experiências, perguntar e compartilhar ao invés de brigar são soluções. No mundo corporativo isso acontece muito. O supermercado A conversa com o supermercado B para ver o que tem acontecido de forma sistemática no ambiente de negócios. Por que isso não acontece no mundo dos times de futebol?

A competitividade depende da criatividade e da inovação

Aproveitar o time de base e mesclar com jogadores profissionais poderia ter sido uma alternativa para gerar criatividade e inovação. Não se chega a novos lugares seguindo os mesmos caminhos. Mas podem chegar a lugares piores, fazendo as mesmas coisas.

A adaptação ao novo deve ser uma meta

Ter uma política de novidade. Todas as empresas precisam se recriar, modelar e estruturar para funcionar e trazer inovação para seu cliente. Vivemos um período de busca por boas experiências. Adaptar para entreter e engajar é fundamental para manutenção e ampliação do modelo de negócios.

O líder deve dar o exemplo

Nos espelhamos em nossa liderança. A empresa B quer crescer e olha o que a empresa C ou D está fazendo. Vejo um executivo Y e percebo que ele tem sucesso, busco me adequar com o que ele faz. Muitas vezes dentro de corporações poderá perceber que os funcionários se espelham até mesmo na roupa que o diretor ou presidente usa. Para isso é importante que os líderes, sejam eles diretores ou técnicos dar o exemplo.

Equilibre planos a curto e longo prazos

Ter planos transparentes. Equilibrar planos de curto e longo prazo para que possam ter fluxo de caixa para seguir o caminho em frente. É importante identificar os desafios que serão encontrados pela corporação para que possam existir planos de contingência e minimizar impactos ou prejuízos gerados por aquela situação.

Conhecimento sobre clientes e mercados

É fundamental entender o comportamento do seus clientes ou torcedores. É preciso melhorar a experiência e criar novas oportunidades para que possam ser o cartão de visita da corporação. Ser um time está ligado a paixão, ser uma empresa está ligado aos mesmos sentimentos. Entender como melhorar o mercado e a relação com os clientes é importante para ter tranquilidade.

Seja socialmente responsável dentro e fora da organização

Toda empresa ou corporação precisa ser ética, transparente e ter um propósito bem definido. Isso deve ser levado para a missão do time, para os momentos de jogo. É a informação unificada importante para atingir resultados acima do esperado.

Incentive, respeite e valorize colaboradores

Uma empresa é feita por pessoas. Uma marca só é forte por que existem pessoas por trás dela. É importante incentivar funcionários, respeitar opiniões e valorizar atitudes. Cuidar deles. Manter obrigações em dia. É uma troca. Ele trabalha não por amor ao seu negócio, mas para sustentar sua família e sua saúde. Romeu e Julieta morreram de amor, na história de amor. Todos os outros, morrem de trabalhar para ter paz financeira e reconhecimento.

Tome decisões com base em indicadores

Pare de usar o feeling. Nenhuma ação tomada na emoção traz bons resultados. Ter indicadores, dados são fundamentais para a tomada de decisão. Você vai comprar mais produtos, conforme a Curva ABC da sua empresa. Quanto mais achismos, maiores as chances de errar.

Saiba quais processos geram valor na organização

Tenha bons gestores. Técnicos, políticos, comerciais, mas não deixam que omitam ou mintam sobre informações da organização. No futuro quem pagará a conta sobre esses erros será você. Tenha processos bem definidos e que tragam informações de qualidade que te ajude a tomar decisões assertivas.

Estabeleça metas entre seus públicos e meça os resultados

Para alcançar resultados positivos, uma organização precisa gerar valor para todas as partes. é importante estabelecer compromissos transparentes e metas atingíveis. É fundamental que todas as partes envolvidas estejam satisfeitas. Um compromisso firmado de forma equivocada pode transformar o sonho em pesadelo.

Monitores resultados para entender se o caminho que está seguindo é o correto ou se precisa de mudanças. Compare com a concorrência, faça benchmark e busque referência em empresas que são referências no setor de atuação.

A conclusão de tudo isso

É importante que pode chegar é que independente do negócio, seja ele time ou empresa é importante seguir a cartilha com uma gestão alinhada e focada nos resultados. Acompanhar a experiência do consumidor e o ambiente é fundamental para ter bons resultados e com isso evitar maiores problemas.

Franquia inova em segmento do sono

0
Dormir faz bem a saúde

Franquia inova em segmento do sono. Isso faz todo sentido. Certa vez ouvi do meu afilhado que gostaria que a cama dele tivesse rodinhas para poder ir para escola. O sono é fundamental para as funções biológicas e sua qualidade interfere diretamente no nosso dia a dia.

Além disso, também são atribuídas ao sono funções como: manutenção do equilíbrio geral do organismo, consolidação da memória e regulação da temperatura corporal.

Como pode perceber gostar de dormir não é apenas um capricho. Existem diversos benefícios. Previne a obesidadeCombate a hipertensão, Fortalece a memória, Previne contra a depressão, Favorece o desempenho físico, Controla o diabetes, Diminui os riscos de doenças cardiovasculares e Melhora o desempenho no trabalho.

Você imaginava como dormir bem, faz bem?

Para pessoas apaixonadas por bons momentos de sono uma franqueadora resolveu investir alto no modelo. A I Wanna Sleep é uma loja apaixonada pelos bons momentos do sono. A preocupação dela não se resume apenas aos colchões, mas a tudo que envolve o sono e o prazer em dormir.

Fachada da loja IWS em Belo Horizonte
Fachada da Loja IWS

Travesseiros, acessórios, colchões especiais, tudo pra poder relaxar e descansar de verdade. A loja é um verdadeiro passeio ao que tem de melhor para dormir. Por exemplo, você não encontrará café nas lojas. Café atrapalha o sono. Se quiser tomar um café, terá que ser em outro lugar. Na loja da I Wanna Sleep você terá chás de diversos tipos com o objetivo de te fazer relaxar.

Vamos ao negócio do Sono?

A I Wanna Sleep tem como capitão do negócio o empresário Rafael Moura, responsável pelas grandes inovações no modelo de negócio. Começou a operação em 2012 e em 2017 começou a franquear. Atualmente conta com 8 unidades franqueadas em Belo Horizonte. Foi reconhecida pela Endeavor como a empresa que mais cresce de forma sustentável.

O Modelo de Negócios 

Tanta coisa bacana e já imaginou quanto custa ter a sua loja franqueada da I Wanna Sleep? A Franquia funciona em 2 modelos, a loja tradicional e o modelo store in store.

Provavelmente você está curioso com o investimento para ter o seu próprio negócio. Uma loja pode ser montada numa área a partir de 60 m² com um investimento previsto de 260 mil reais. A Taxa de retorno fica entre 24 e 36 meses.

Quer saber mais sobre esse e outros negócios? Nos acompanhe também nas redes sociais.

O Futuro chegou: Conheça indústria 4.0

0
O Futuro chegou. Conheça a indústria 4.0

O Futuro chegou: Conheça indústria 4.0. Você já imaginou como isso deve mudar o jeito que você trabalha hoje. Bem vindo a indústria 4.0. Já parou para pensar nisso? Lembra do desenho dos Jetsons. O desenho que foi criado em 1962 passou no brasil entre 1984 a 1987. Era um mundo muito distante do vivido naquela época. Carros que voavam, robôs que resolviam tudo.

E de repente em 2020 você está mais perto do que foi criado no desenho que você já assistiu e se divertiu. Já ouviu falar da indústria 4.0? O que isso tem a ver com o seu negócio ou com o negócio que pretende montar?

COMO TUDO COMEÇOU

Em outubro de 2012, o grupo de trabalho na indústria 4.0, presidido pelo físico Siegfried dais, parceiro da indústria Bosch, conhecida mundialmente e por Henning Kagermann da Academia Alemã de Ciência e Engenharia apresentou o modelo de negócios que ganhou fama e reconhecimento mundial.

Em abril de 2013, na feira de Hannover, como pode ver neste link,  apresentaram o relatório final do grupo de trabalho da indústria 4.0. O Futuro chegou. Conheça a história por trás da indústria 4.0

A 1ª Revolução Industrial – Mecânica

A primeira revolução teve como foco na energia mecânica
1ª Revolução – Implantação dos Motores a Vapor

Essa primeira revolução industrial se concentrou na energia mecânica e nos motores a vapor. Iniciou-se no final do século XVIII sendo a mecanização da indústria têxtil um dos casos mais conhecidos.

2ª Revolução Industrial – Elétrica

2ª Revolução Industrial veio com a produção em massa
2ª Revolução – Padronização para Produção em massa – Fábrica da Ford

A segunda revolução industrial se caracteriza pela eletrificação da fábrica, pela utilização dos métodos científicos de produção culminando com a fábrica de produção em massa, cujo exemplo mais famoso é linha de montagem de Henry Ford em 1913.

3ª Revolução Industrial – Automação

A 3ª Revolução Industrial trouxe a automação de tarefas repetitivas
3ª Revolução – Automação de tarefas repetitivas

Com a chegada da tecnologia de informação, foi possível iniciar a terceira revolução industrial em que a informatização (computadores de grande porte, computadores pessoais e a internet) entra na fábrica para automatizar tarefas mecânicas e repetitivas. Isso começa a ocorrer a partir no século passado, a partir dos anos 70, existindo até hoje.

4ª Revolução Industrial – Inteligência Artificial, Robótica, Big Data

O Futuro chegou. Conheça a indústria 4.0
4ª Revolução – máquinas e sistemas possam se comunicar entre si

A quarta revolução industrial se caracteriza por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico.

Para entender as mudanças que abrangem a indústria quatro ponto zero, é preciso conhecer o conjunto de recomendações para implantação da indústria 4.0 ao governo federal alemão.

RECOMENDAÇÕES INDÚSTRIA 4.0 – HANNOVER 2013

  1. Tempo real: a capacidade de coletar e tratar dados de forma instantânea, permitindo uma tomada de decisão qualificada em tempo real
  2. Virtualização: é a proposta de uma cópia virtual das fábricas inteligentes, graças a sensores espalhados em toda a planta. Assim, é possível rastrear e monitorar de forma remota todos os seus processos
  3. Descentralização: é a ideia da própria máquina ser responsável pela tomada de decisão, por conta da sua capacidade de se autoajustar, avaliar as necessidades da fábrica em tempo real e fornecer informações sobre seus ciclos de trabalho
  4. Orientação a serviços: é um conceito em que softwares são orientados a disponibilizarem soluções como serviços, conectados com toda a indústria
  5. Modularidade: permite que módulos sejam acoplados e desacoplados segundo a demanda da fábrica, oferecendo grande flexibilidade na alteração de tarefas
  6. Interoperabilidade: pega emprestado o conceito de internet das coisas, em que as máquinas e sistemas possam se comunicar entre si.

O QUE MUDA PARA O VAREJO QUE CONHECEMOS

A principal mudança está no ambiente de consumo. Hoje o cliente está no centro de tudo e o objetivo de qualquer empresa que decida atender as expectativas é melhorar a experiência e conhecer as intenções desse cliente. Independentemente do tamanho dele.

Esse novo modelo está modulando a indústria do futuro, tornando a relação indústria e cliente mais próxima, modificando de forma radical a relação com os intermediários.

Os intermediários entre indústria e cliente final, lojas, supermercados, franquias e até mesmo o ambiente de alimentação terão que se atualizar para atender e absorver os pedidos desse novo modelo que vem sendo construído. O futuro chegou e está na hora de  criar negócios que estejam preparados para atender esse “novo cliente” que já atua no mercado hoje.

O cliente conectado não quer mais ler manuais, ter que ir a cursos em datas específicas. Quer tudo de forma ágil, simples e claro muito mais objetiva. Quer comprar pelo portal da franqueadora ou da indústria e retirar num ponto de venda específico. É uma mudança proposito em que o cliente (seja ele final ou franqueado) passa a ter mais atenção e cuidados.

Saiba tudo sobre a nova Lei do Franchising

0

A nova legislação de franquias entrará em vigor no dia 27 de março de 2020 e trará uma série de avanços positivos para o sistema de franquias, dentre eles:

  • Ausência de relação de consumo entre franqueador e franqueado;
  • Ausência de vínculo empregatício, seja em relação ao franqueado ou a seus empregados, ainda que em período de treinamento;
  • Possibilidade de sublocação do ponto comercial pelo franqueador ao franqueado;
  • Punição por omissão ou veiculação de informações falsas na COF;
  • Validade da eleição do juízo arbitral pelas partes.

A nova legislação estabelece, ainda, que, na Circular de Oferta de Franquia (COF), deverá conter, obrigatoriamente, as seguintes informações detalhadas:

  • Informações sobre o negócio do franqueado, tais como: histórico, qualificação do franqueador e empresas as quais esteja ligado, balanços e demonstrações financeiras da empresa franqueadora relativos aos 2 (dois) últimos exercícios;
  • Indicação das ações judiciais relativas à franquia que questionem o sistema ou que possam comprometer a operação da franquia no País;
  • Descrição detalhada da franquia, descrição geral do negócio e das atividades que serão desempenhadas pelo franqueado;

O plenário do Senado aprovou no dia 6 de novembro o Projeto de Lei (PL) 219/2015 que altera o marco legal do franchising brasileiro. A importância da lei é enorme. Afinal, esse setor de nossa economia faturou R$ 174,8 bilhões em 2018. Além disso, a franquias respondem anualmente a mais de R$1,34 milhão de postos de trabalho. Faz sentido, se considerarmos que são 160 mil unidades em operação. E no terceiro trimestre de 2019, houve um crescimento de 6,1% no setor.

O franchising está em expansão, por isso uma nova Lei de Franchising se faz necessária.

Na verdade, essa lei já estava em trâmites desde 2015 e agora que foi sancionada pelo presidente, a lei atual, a Lei do Franchising (Lei 8.955/1994), trazendo novas regras para o setor.

Apoio da ABF

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) colaborou fortemente com a elaboração do PL. De acordo com o presidente da entidade, é possível manter as conquistas originais que estavam contidas na lei do franchising anterior, datada de 1994. Mas era preciso também atualizá-la, pois mais de 20 anos já se passaram. Um exemplo de inovação apoiado pela ABF diz respeito à aceleração da abertura de novas unidades. Ou seja, o PL afeta a expansão do setor como um todo. Confira a seguir as novidades.

Novas regras

A Lei  13.966/2019 traz uma inovação a partir de um entendimento já consolidado nos tribunais brasileiros, a saber: não existe relação de consumo entre franqueador e franqueado. Também foi validada a eleição de juízo arbitral entre as partes.

Além disso, está definido que não há vínculo empregatício entre os funcionários dos franqueados e a franqueadora, inclusive durante período de treinamento.

Quanto às franquias públicas, elas passam a ser reguladas no que diz respeito a entidades estatais ou de economia mista que optam pelo franchising como base para expandir suas operações. Entidades sem fins lucrativos também foram incluídas

Passa a ser possível também a sublocação de espaços comerciais da franqueadora ou franqueado. A importância da medida é facilitar o crescimento das redes de franquias, principalmente em shopping centers ou outros locais onde ocorra grande fluxo de pessoas.

O impacto dessa mudança faz com que o franqueador (o sublocador) possa sublocar o imóvel ao franqueado (o sublocatário) a um valor maior do que o locou. Anteriormente, isso não era permitido por lei. E o franqueador não figurava no contrato de aluguel. Caso o franqueado perdesse o prazo de renovação, a marca poderia perder pontos estratégicos importantes. A partir de agora, ambas as partes podem requerer a renovação do contrato, preservando assim a continuidade da marca.

Por fim, outra novidade são as sanções caso haja informações inverídicas na Circular de Oferta de Franquia (COF). O mesmo vale para a omissão de entrega da COF.

O que permanece igual na nova Lei do Franchising

Por falar em COF, a nova Lei do Franchising mantém a obrigação do franqueador entregar a COF ao interessado com antecedência mínima de dez dias em relação à data de assinatura do contrato. Ou ainda, antes de qualquer pagamento de taxas. A liberdade contratual continua sendo a mesma.

A COF deve trazer:

  • descrição detalhada da franquia, descrição geral do negócio e descrição das atividades a serem desempenhadas pelo empreendedor;
  • qual a remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca e de demais direitos de propriedade intelectual da rede;
  • tudo que é oferecido ao franqueado pelo franqueador (suporte, inovações tecnológicas, treinamentos e consultoria dada em campo).

Outra questão importante diz respeito à abrangência territorial. Ela deve ser informada na COF, além das quotas mínimas de aquisição. E mais: deve constar no documento a possibilidade de recusa de produtos, direito à transferência e quais os critérios objetivos que o franqueador definiu para a seleção do franqueado.

Itens que até então eram previstos apenas no contrato de franquia, como compra mínima, conselhos e associações de franqueados e regras de transferência previstas na Lei passam a ser obrigatórios na COF. O impacto específico disso será sentido pelo franqueador conforme ele necessite cada vez mais de especialistas que redijam a COF com a segurança jurídica necessária.

Impacto geral da nova Lei do Franchising

Especialistas no setor acreditam que tanto as inovações quanto os itens que permanecem iguais na nova Lei do Franchising trarão transparência e segurança jurídica. Além disso, tornarão o processo mais simples e equilibrado para franqueadores e franqueados.

A ABF tem perspectivas favoráveis ao setor e pretende avaliar os impactos da nova Lei de Franchising em cada negócio específico.

Depois da sanção presidencial, que deve acontecer no período de 15 dias a partir da aprovação no Senado, a lei entrará em vigor dentro de 90 dias após ser publicada no Diário Oficial.

Quais são os seus Planos para 2020?

0
Quais são os seus Planos para 2020?

Você tem planos para 2020? A economia parece dar sinais de melhora e o humor de empresários demonstram que se tudo correr como previsto, o ano que se aproxima poderá ser um ano bom.

Muitas variáveis podem mudar os rumos, e deve ter cuidado para não apoiar em falsas crenças. Não adianta acreditar que uma franquia não precisa de planejamento. Como em qualquer negócio um olho tem que estar na receita e outro na despesa, nos seus custos.

A falta de cuidado pode comprometer resultados e a realização daquele sonho. Cada dinheiro que você deixa de ganhar é um sonho a menos que você deixa de realizar.

E você já parou para pensar em como fazer para reverter isso no seu futuro?

Você já fez o seu planejamento?

Todo mundo acha difícil demais planejar, mas existem diversas metodologias simples e diretas com objetivo bem definido que podem te ajudar. Entretanto muitas empresas já estão com o seu budget do ano que vem definido.

E o plano de ação você já tem ele pronto? Você sabe o que é um plano de ação?

O Plano de ação é um documentos que lista as atividades que devem ser concluídas para que uma determinada meta ou objetivo possa ser atingido. Servem como guias para nos mostrar qual o mecanismo necessário para atingir o resultado esperado, através da formulação de um cronograma, bem como seus prazos, responsáveis e os recursos que serão empregados.

Existe uma regra para que o plano de ação tenha sucesso. Uma das ferramentas sugeridas para que você possa usar e conseguir atingir as meta que serão determinadas para o próximo ano é o 5W2H. Baixe o seu plano de ação, clicando aqui.. Esse estudo deverá responder às seguintes questões:

  • What? — O que será feito? — Deve ser descrito o que será feito. Ex. Lançamento da Plataforma jornada do Empreendedor.
  • Who? — Quem vai fazer? — O responsável deve ser apontado para que possa ser cobrado. Ex. Departamento de Marketing;
  • When? — Quando será feito? — Estabelecer prazos é fundamental para que seu resultado seja alcançado. Ex. até 17/04/2019;
  • Where? — Onde será feito? — O local é importante, pois auxiliará a definição do custo do produto. Ex. na sede da empresa e a apresentação no hotel ABD em Campos do Jordão.
  • Why? — Por que isso será feito? — O objetivo principal deve ser apresentado. Quais são os resultados esperados desse projeto. Ex. para que, através dessa capacitação, pessoas possam começar a empreender de forma mais estruturadas e com isso terem resultados acima da média. 
  • How? — Como será feito? — Deve ser definido a execução do projeto. Ex. Reuniões semanais, quinzenais, encontros com fornecedores e com a diretoria para discussão e definição das estratégias mais adequadas;
  • How much? — Quanto custará? — O custo é fundamental. O olho deve estar na receita e outro na despesa. Ex: A atividade custará  R$ 9.230,00 com contratação de fornecedores desenvolvimento do material. Para a realização da estratégias definida deverá considerar o orçamento mensal/anual disponível para o departamento.

Viu como é fácil?

Vou dar 4 dicas valiosas para começar a empreender e montar uma franquia.

  1. Analise qual é o seu verdadeiro sonho.
  2. Observe onde errou. Errar é importante ferramenta de aprendizado, mas repetir ou expandir o erro Não.
  3. Liste o que conquistou nesse ano. É bom a gente comemorar o que conseguimos realizar. Isso motiva a continuar no projeto.
  4. Tenha foco em qual sonho desejará realizar. Você provavelmente já listou umas 300  coisas que gostaria de realizar e conseguir, mas qual é a que realmente importa? Se Seu sonho é empreender ou entrar para o modelo de franquias, coloque-o em primeiro lugar.
  5. Use 5 letras mágicas: CHEGA – Quando a gente diz chega de fazer isso, chega de fazer aquilo, a gente toma um novo caminho. Cansou do seu chefe e quer empreender. Cansou de ganhar pouco e quer ser dono do seu caminho? Diga Chega e pense como atingir seus objetivos.

Acompanhe a gente na Rádio Super e tenha notícias quentes a todo tempo.

Não é permitida a utilização desse conteúdo. Para comprar ou obter autorização de uso desse conteúdo, entre em contato pelo e-mail: contato@negocioefranquia.com.br