Home Indústria O Futuro chegou: Conheça indústria 4.0

O Futuro chegou: Conheça indústria 4.0

por Rodrigo Campelo
O Futuro chegou. Conheça a indústria 4.0

O Futuro chegou: Conheça indústria 4.0. Você já imaginou como isso deve mudar o jeito que você trabalha hoje. Bem vindo a indústria 4.0. Já parou para pensar nisso? Lembra do desenho dos Jetsons. O desenho que foi criado em 1962 passou no brasil entre 1984 a 1987. Era um mundo muito distante do vivido naquela época. Carros que voavam, robôs que resolviam tudo.

E de repente em 2020 você está mais perto do que foi criado no desenho que você já assistiu e se divertiu. Já ouviu falar da indústria 4.0? O que isso tem a ver com o seu negócio ou com o negócio que pretende montar?

COMO TUDO COMEÇOU

Em outubro de 2012, o grupo de trabalho na indústria 4.0, presidido pelo físico Siegfried dais, parceiro da indústria Bosch, conhecida mundialmente e por Henning Kagermann da Academia Alemã de Ciência e Engenharia apresentou o modelo de negócios que ganhou fama e reconhecimento mundial.

Em abril de 2013, na feira de Hannover, como pode ver neste link,  apresentaram o relatório final do grupo de trabalho da indústria 4.0. O Futuro chegou. Conheça a história por trás da indústria 4.0

A 1ª Revolução Industrial – Mecânica

A primeira revolução teve como foco na energia mecânica

1ª Revolução – Implantação dos Motores a Vapor

Essa primeira revolução industrial se concentrou na energia mecânica e nos motores a vapor. Iniciou-se no final do século XVIII sendo a mecanização da indústria têxtil um dos casos mais conhecidos.

2ª Revolução Industrial – Elétrica

2ª Revolução Industrial veio com a produção em massa

2ª Revolução – Padronização para Produção em massa – Fábrica da Ford

A segunda revolução industrial se caracteriza pela eletrificação da fábrica, pela utilização dos métodos científicos de produção culminando com a fábrica de produção em massa, cujo exemplo mais famoso é linha de montagem de Henry Ford em 1913.

3ª Revolução Industrial – Automação

A 3ª Revolução Industrial trouxe a automação de tarefas repetitivas

3ª Revolução – Automação de tarefas repetitivas

Com a chegada da tecnologia de informação, foi possível iniciar a terceira revolução industrial em que a informatização (computadores de grande porte, computadores pessoais e a internet) entra na fábrica para automatizar tarefas mecânicas e repetitivas. Isso começa a ocorrer a partir no século passado, a partir dos anos 70, existindo até hoje.

4ª Revolução Industrial – Inteligência Artificial, Robótica, Big Data

O Futuro chegou. Conheça a indústria 4.0

4ª Revolução – máquinas e sistemas possam se comunicar entre si

A quarta revolução industrial se caracteriza por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico.

Para entender as mudanças que abrangem a indústria quatro ponto zero, é preciso conhecer o conjunto de recomendações para implantação da indústria 4.0 ao governo federal alemão.

RECOMENDAÇÕES INDÚSTRIA 4.0 – HANNOVER 2013

  1. Tempo real: a capacidade de coletar e tratar dados de forma instantânea, permitindo uma tomada de decisão qualificada em tempo real
  2. Virtualização: é a proposta de uma cópia virtual das fábricas inteligentes, graças a sensores espalhados em toda a planta. Assim, é possível rastrear e monitorar de forma remota todos os seus processos
  3. Descentralização: é a ideia da própria máquina ser responsável pela tomada de decisão, por conta da sua capacidade de se autoajustar, avaliar as necessidades da fábrica em tempo real e fornecer informações sobre seus ciclos de trabalho
  4. Orientação a serviços: é um conceito em que softwares são orientados a disponibilizarem soluções como serviços, conectados com toda a indústria
  5. Modularidade: permite que módulos sejam acoplados e desacoplados segundo a demanda da fábrica, oferecendo grande flexibilidade na alteração de tarefas
  6. Interoperabilidade: pega emprestado o conceito de internet das coisas, em que as máquinas e sistemas possam se comunicar entre si.

O QUE MUDA PARA O VAREJO QUE CONHECEMOS

A principal mudança está no ambiente de consumo. Hoje o cliente está no centro de tudo e o objetivo de qualquer empresa que decida atender as expectativas é melhorar a experiência e conhecer as intenções desse cliente. Independentemente do tamanho dele.

Esse novo modelo está modulando a indústria do futuro, tornando a relação indústria e cliente mais próxima, modificando de forma radical a relação com os intermediários.

Os intermediários entre indústria e cliente final, lojas, supermercados, franquias e até mesmo o ambiente de alimentação terão que se atualizar para atender e absorver os pedidos desse novo modelo que vem sendo construído. O futuro chegou e está na hora de  criar negócios que estejam preparados para atender esse “novo cliente” que já atua no mercado hoje.

O cliente conectado não quer mais ler manuais, ter que ir a cursos em datas específicas. Quer tudo de forma ágil, simples e claro muito mais objetiva. Quer comprar pelo portal da franqueadora ou da indústria e retirar num ponto de venda específico. É uma mudança proposito em que o cliente (seja ele final ou franqueado) passa a ter mais atenção e cuidados.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais

×

Powered by WhatsApp Chat

×