Home Notícias Corporativas Toxina botulínica pode prevenir envelhecimento do pescoço

Toxina botulínica pode prevenir envelhecimento do pescoço

por DINO
0 comentário

Uma análise feita por pesquisadoras do Centro de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Oswaldo Cruz concluiu que a aplicação de toxina botulínica é uma alternativa viável para a prevenção do envelhecimento cutâneo na área do pescoço. O estudo analisou 18 artigos que tratam de procedimentos para rejuvenescimento do pescoço para investigar os efeitos da aplicação da toxina botulínica no pescoço e sua interação com outros procedimentos estéticos.

Esta toxina, mais conhecida como “botox”, é uma proteína neurotóxica produzida por bactérias do gênero Clostridium. Ela atua como inibidora da liberação de acetilcolina durante a contração de determinado músculo, impedindo a formação de rugas e linhas de expressão.

Segundo o estudo, a aplicação de botox no músculo platisma, que cobre a parte anterior e lateral do pescoço, poderia impedir sua contração excessiva e melhorar o contorno mandibular e ângulo da mandíbula. É natural que,  com o envelhecimento, este músculo perca o tônus e forme a convexidade conhecida como “papada”.

Ana Carulina Moreno é médica dermatologista no Rio de Janeiro e explica que a aplicação de botox no pescoço “melhora o contorno facial, prevenindo a formação do ‘buldogue’ e da ‘papada’, além de ajudar a prevenir as rugas do pescoço”. Durante muito tempo, o único tratamento para o rejuvenescimento da área do pescoço era a cirurgia plástica, informa o estudo das pesquisadoras do Centro Oswaldo Cruz.

banner

Diferentemente de uma cirurgia, a aplicação de botox é considerada um procedimento minimamente invasivo e exige menos cuidados por parte da paciente. “Orientamos quanto a cuidados simples, como evitar massagear os locais de aplicação logo após o procedimento e evitar exposição solar”, informa Moreno.

O estudo conclui que a aplicação de toxina botulínica no pescoço de forma preventiva é capaz de retardar o envelhecimento da região, diminuir a formação de rugas e a papada causados pela ação do músculo platisma. O estudo recomenda intervalos de 3 a 4 meses entre cada aplicação. 

“Todos os pacientes acima de 35 anos têm indicação para prevenir a perda do contorno facial e rugas do pescoço. Isso faz parte do gerenciamento do envelhecimento facial, como prevenção e tratamento”, finaliza a dermatologista.

Para saber mais, basta acessar https://www.carumoreno.com.br/

Posts Relacionados

A riqueza do varejo brasileiro, as tendências, as melhores práticas do mercado você só encontraca na Negócio e Franquia, descubra tudo sobre FRANQUIAS, SHOPPING CENTERS, EMPREENDEDORISMO, GESTÃO, NEGÓCIOS, CULTURA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CONHEÇA AS POLÍTICAS PÚBLICAS para o mundo dos negócios.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por 77Prime Labs

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais